15/06/2015 às 12h09min - Atualizada em 15/06/2015 às 12h09min

Dia Internacional do Leite - 24 de junho de 2015

O Dia Internacional do Leite é comemorado em 24 de junho. A data foi criada em 2001 pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação (FAO) com o objetivo de alertar a população sobre a importância dos lácteos para a manutenção de uma alimentação equilibrada.

Considerado o mais nobre dos alimentos, o leite tem grande importância na alimentação humana e talvez por isso seja um dos únicos que figuram no calendário de datas comemorativas. Rico em proteínas, carboidratos, gorduras, sais minerais e vitaminas, o leite ocupa lugar de destaque quando o assunto é a nutrição do homem. Principalmente devido à presença do cálcio, mineral responsável pela formação dos ossos. O cálcio encontrado especificamente no leite é mais facilmente absorvido pelo organismo do que aquele existente em outros alimentos. 

Exerce um papel fundamental para a formação e o desenvolvimento ósseo ao longo da vida. Nele encontramos proteínas, principalmente a caseína, que apresenta alta qualidade nutricional e é muito importante na fabricação dos queijos, e a albumina, de alto valor biológico (aminoácidos essenciais). Ambos auxiliam na formação e na manutenção dos tecidos do organismo. 

Em três períodos da vida o papel do leite é fundamental: na infância, participa da formação e do desenvolvimento do organismo como fonte de proteína, sais minerais e gordura; na adolescência oferece condições para o crescimento rápido com boa constituição muscular óssea, e endócrina; e para pessoas idosas é fonte de cálcio, essencial na manutenção da integridade dos ossos. 

Além de dar energia e conter gordura pouco saturada, o leite é um dos alimentos de origem animal com menos colesterol, reunindo em suas propriedades vitaminas A, B1 e B12 e sais minerais essenciais como o fósforo, que ajuda na formação dos ossos, e o manganês, que auxilia no funcionamento do cérebro. 

Este alimento que está presente em diferentes fases da vida é complexo e apresenta um balanço nutricional único: contêm proteínas, carboidratos e minerais. O teor de água é de aproximadamente 90%, e a diluição desses nutrientes no meio líquido faz com que o conjunto nutricional do leite seja melhor do que as propriedades de cada nutriente, se consideradas separadamente. 

Nutricionistas afirmam que a dieta nacional deixa a desejar com relação ao consumo diário de cálcio. Estudos diversos apontam para uma deficiência assustadora na ingestão da substância, potencializada pelo não cumprimento das recomendações sobre lácteos do “Guia Alimentar para a População Brasileira”, publicado pelo Ministério da Saúde, que é de três porções de cálcio diárias. Comemorar este dia é de fundamental importância para que se crie uma consciência dos benefícios que o consumo deste alimento natural pode proporcionar.

O leite é um alimento complexo, que apresenta um balanço nutricional apreciável: contém proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais. O teor de água deste alimento é de aproximadamente 90%, e a diluição de nutrientes no meio líquido faz com que o conjunto nutricional do leite seja melhor do que as propriedades de cada nutriente, se consideradas isoladamente. 

O principal carboidrato do leite é a lactose, cuja concentração no leite é de aproximadamente 5% (4,7 a 5,2%). A lactose é um dos elementos mais estáveis do leite, isto é, menos sujeito as variações. Já as proteínas existentes no leite – dos mais diversos tipos, representam entre 3% e 4% dos sólidos; a principal delas é a caseína, que apresenta alta qualidade nutricional e é muito importante na fabricação dos queijos. 

As gorduras contêm ácidos graxos, essenciais ao organismo e atuam na absorção das vitaminas lipossolúveis. A maior parte da gordura do leite é constituída de triglicérides, que são formados por ácidos graxos ligados ao glicerol. Sua fração de gordura, cuja concentração varia entre 3,5 e 5,3%, serve de veículo para as vitaminas lipossolúveis (A, D, E, K), colesterol e outras substâncias solúveis em gordura, como os carotenóides (pró-vitamina A), que dão ao leite a cor amarelo-creme. 

Os minerais encontrados no leite, especialmente o cálcio e o fósforo, são essenciais para a estrutura dos ossos e dentes de indivíduos de todas as idades. Pesquisas mostram que um consumo adequado de cálcio na infância e adolescência é essencial para ossos saudáveis ao longo da vida. 

Cuidados necessários no consumo do leite - Ao mesmo tempo em que o leite é essencial para a vida do homem, a falta de cuidados pode causar riscos à saúde, devido à veiculação de microorganismos patogênicos. Aquele leite tirado da vaca, na hora, e tomado na caneca, ali no curral mesmo, pode ter seu charme campestre, mas não é um hábito nem um pouco recomendado. Estudos apontam que as principais causas da perda da qualidade do leite estão relacionadas à saúde e ao manejo dos rebanhos. 

O Ministério da Agricultura exige que a ordenha seja mecanizada e que o leite seja armazenado em tanques de expansão, como forma de evitar que o consumidor tenha doenças como tuberculose, brucelose e outras. Contudo, na hora de comprar o leite, é necessário que o consumidor tenha em mente a segurança do produto. Somente o leite que passou por tratamento adequado na indústria e foi oficialmente inspecionado é seguro para o consumo. Isso pode ser identificado através de um selo de inspeção federal, estadual ou municipal na embalagem do produto.

Hoje o leite não só faz parte da alimentação do dia-a-dia como também é matéria-prima de vários outros produtos e ingredientes de preparações da culinária. A presença do leite e seus derivados na dieta alimentar ocorre, principalmente, pelo fato de que estes produtos são fontes de proteínas e de minerais essenciais à promoção do crescimento e manutenção da vida para o homem. 

O Site Ciência do Leite se orgulha de poder ser um dos maiores divulgadores deste alimento tão importante para a nutrição humana e ergue um brinde lácteo de saúde e qualidade de vida para todos os nossos usuários e amigos!

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »