23/07/2021 às 10h38min - Atualizada em 23/07/2021 às 10h38min

Unidades de ensino da Epamig são credenciadas para oferecer curso superior

A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) foi autorizada pelo Conselho Estadual de Educação a oferecer cursos superiores, por meio de suas unidades de ensino: Instituto de Laticínios Cândido Tostes (Ilct) e Instituto Técnico de Agropecuária e Cooperativismo (Itac). O anúncio foi feito na última semana e a perspectiva é que os cursos sejam ofertados já a partir 2022.

Uma Comissão Pedagógica Multidisciplinar, instituída para este fim, já trabalha nas propostas dos cursos de Tecnologia em Laticínio, que será ofertado pela Epamig Ilct, em Juiz de Fora, e de Tecnologia em Agropecuária de Precisão, a ser oferecido pela Epamig Itac, em Pitangui. Os planos serão submetidos, em breve, à Secretária de Estado de Educação. "Os cursos de tecnologia são mais aplicados, mais curtos e permitem a continuidade dos estudos, para aqueles que assim desejam. Também são os que mais se identificam com o pretendemos oferecer", aponta o coordenador pedagógico da Epamig, Frederico Passos.

A presidente da Epamig, Nilda Soares, conta que o credenciamento vem sendo pleiteado desde o começo desta gestão, em 2019, e foi aprovado pelo CEE neste mês de julho. "Está aprovação permitirá à Epamig conduzir a pesquisa e a educação em um sistema de retroalimentação. Onde há ensino superior, sempre há espaço para a pesquisa e a pesquisa contribui muito para a excelência do ensino", avalia.

Ainda de acordo a presidente: "Com esse credenciamento, o Cândido Tostes, instituição de grande excelência no setor laticinista, evolui para uma nova etapa. E o Itac também atingirá um outro patamar, uma vez que o curso de Agropecuária de Precisão é inédito no Brasil e bastante ajustado às necessidades atuais do setor", completa Nilda Soares.

O chefe-geral da Epamig Ilct, Sebastião Tavares, ressalta que as providências necessárias para assegurar a oferta do novo curso, já estão sendo estudadas. "Estamos verificando a possibilidade de autorização para a migração de alunos do curso técnico (que já é em nível pós-médio) para o novo curso, caso haja interesse. Ao mesmo tempo, está assegurada a manutenção das atividades do curso técnico. Também estamos avaliando a contratação de professores qualificados para as novas disciplinas e de pessoal de apoio, para as atividades de laboratório, de limpeza e de manutenção".

Na Epamig Itac, onde o curso técnico é ofertado em modo concomitante ao ensino médio, várias adequações tem sido incorporadas ao projeto pedagógico. "Desde o último ano, estamos promovendo mudanças para oferecer um curso caracterizado pela integração dos conteúdos básicos e técnicos e pela associação do conhecimento teórico às atividades práticas. Assim também será a proposta do curso tecnológico, desenvolvimento de projetos e solução de problemas condizentes com as necessidades do agronegócio em Minas Gerais e no Brasil", assegura Frederico Passos.


Fonte: Epamig
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »