26/03/2019 às 10h28min - Atualizada em 26/03/2019 às 10h28min

Programa que resgata autoestima de produtor de leite comemora 21 anos, diz Embrapa

O programa Balde Cheio completa 21 anos em 2019. Para celebrar, a Embrapa Pecuária Sudeste realiza um evento comemorativo nesta sexta-feira (22), no hotel Nacional Inn em São Carlos.

Autoridades, produtores, técnicos e agentes de transferência de tecnologias dos estados brasileiros onde o programa é desenvolvido participam da comemoração.

A programação conta com apresentação de um panorama atual do Balde Cheio no país, fatos que marcaram esses 21 anos, lançamento de um livro e depoimentos de participantes do Balde Cheio.

Sítio Esperança
Durante o evento será lançada a 5ª edição do livro Sítio Esperança, de autoria do pesquisador Artur Chinelato de Camargo, da Embrapa Pecuária Sudeste. A obra traz parte da experiência do autor com o programa Balde Cheio. Ele relata, por meio de dois personagens fictícios seu Antônio e dona Aurora, a realidade e a prática de uma propriedade leiteira.

Desanimado com a atividade no sítio, o casal se engaja no projeto e a vida começa a mudar. O Balde Cheio inicia estimulando a limpeza da propriedade e vai introduzindo tecnologias que estão ao alcance da família. As dificuldades que encontram também são narradas por Camargo.

O envolvimento da família com as atividades é descrito a cada capítulo: “Seu Antônio e dona Aurora estampavam no rosto a emoção do reencontro com a vida”, conta o autor, no momento em que eles começam a participar do programa.

21 anos
O objetivo do Balde Cheio, criado em 1998, é promover o desenvolvimento da pecuária leiteira e contribuir para tornar as pequenas propriedades sustentáveis e mais rentáveis. O foco é a capacitação de técnicos em produção intensiva de leite.

Nesses 21 anos o programa sofreu transformações em sua forma de atuação, com readequações e incorporação de sugestões de técnicos e produtores.

Os resultados ocorrem em várias dimensões: econômica, ambiental e social. Porém, a mudança de vida e de percepção de mundo do produtor de leite participante do programa é a principal meta. Resgatar a autoestima é a essência do Balde Cheio.

À frente do programa sempre esteve o pesquisador Artur Chinelato, que tem centenas de histórias comoventes de gente que superou a pobreza, a desmotivação, a falta de fé. Para ele, o que importa é ver o brilho nos olhos dos produtores e de suas famílias com os resultados obtidos ao longo do tempo com dedicação e aplicação de práticas e tecnologias de acordo com a realidade de cada propriedade.

Em 2018, o Balde Cheio atendeu mais de 1.200 propriedades em todo o país. Cerca de 250 técnicos estão em capacitação.


Fonte: Embrapa Pecuária Sudeste 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »