13/03/2017 às 11h22min - Atualizada em 13/03/2017 às 11h22min

Lactalis, o maior grupo lácteo do mundo, sugere comprar a SanCor

Além dessa operação, a SanCor fez outros negócios que a Venezuela deixou de pagar. Segundo o ministro da Agroindústria, Ricardo Buryaile, a fatura não paga à cooperativa é em torno de uns US$ 60 milhões.

Lactalis Além dessa operação, a SanCor fez outros negócios que a Venezuela deixou de pagar. Segundo o ministro da Agroindústria, Ricardo Buryaile, a fatura não paga à cooperativa é em torno de uns US$ 60 milhões.

Ontem, Buryaile, junto com o ministro do Trabalho, Jorge Triaca, e funcionários do Ministério da Produção, receberam os diretores da SanCor e dos representantes dos empregados, através da ATILRA. Buryaile disse que o Governo quer ajudar a SanCor desde que apresente um plano para saneamento definitivo.

A rigor, o Governo já refinanciou 250 milhões de pesos e concedeu no ano passado, um crédito de 250 milhões de pesos. A empresa tem um quadro de funcionários superdimensionado, segundo os especialistas do setor. Por empregado deveria processar 2.000 litros, e atualmente processa 500 litros por empregado. Nos últimos tempos reprogramou o pagamento aos produtores.

Agora está terminando de pagar o leite captado em dezembro e o produzido em janeiro termina de ser pago no final de abril. A empresa conta com 1.400 produtores associados. Muitos deles saíram. “Foram entre 400.000 e 600.000 litros diários. De 2,4 milhões passou a processar 1,7 milhões”, contou um produtor. As sucessivas inundações na bacia leiteira de Santa Fe agravaram também a situação. Antes de ontem a SanCor informou a suspensão das atividades de algumas plantas. De acordo com os produtores, das 15 plantas, seis estão inativas.

Fonte: Terra Viva


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »