04/01/2010 às 16h21min - Atualizada em 04/01/2010 às 16h21min

Mapa enfoca em mercado para lácteos e suínos no sul do Brasil

Correio do Povo

Abrir mercado para as exportações de leite e de suínos para a China e de carne bovina para os Estados Unidos são as metas para 2010 do Ministério da Agricultura. De acordo com o superintendente do Mapa/RS, Francisco Signor, os países são importantes para que os segmentos mantenham preços e escoem a produção. "Perseguimos a China, no bom sentido, porque é um mercado importante para lácteos e para carne suína", salienta Signor. 

Para ele, o Estado precisa encontrar espaço para os suínos, porque o Rio Grande do Sul tem grande potencial, mas o mercado é restrito. No caso do leite, a preocupação é com a expectativa de alta na produção. "Vamos precisar do mercado externo para aliviar o preço."

As negociações para abrir o mercado de carne bovina dos Estados Unidos devem ganhar mais atenção em 2010, uma vez que o país pode exportar apenas carne processada. "É questão comercial. Não é problema sanitário nem de higiene. Podem até usar isso como justificativa, mas a não-incidência de doenças derruba o argumento." 

O diretor executivo da Abiec, Otávio Cançado, explica que os Estados Unidos não reconhecem as zonas livres de aftosa e afirma que a questão precisa chegar ao presidente Lula para ser solucionada. Signor espera que o Estado receba em 2010 missões da Rússia e China, a exemplo deste ano. O Brasil ainda deve receber grupos oriundos do México e da África do Sul. Em 2009, o Brasil recebeu ao todo 17 missões.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »