07/08/2008 às 16h02min - Atualizada em 07/08/2008 às 16h02min

Cooperativa de Leopoldina se prepara para colocar o município no mapa leiteiro internacional

Rede Comunicação de Resultado

Informações para Imprensa
Raquel Aguirre
31 - 2555 5050 // 9203 0205
raquel@comunicacaorede.com.br 


A Cooperativa dos Produtores de Leite de Leopoldina anunciou o investimento de 20 milhões de reais, com recursos do BDMG e BNDS, para a construção da planta de Leite e Soro em Pó e Leite Condensado, em Leopoldina (MG), na sede da Cooperativa. A nova unidade ficará pronta em 2009. "Também vamos ampliar a unidade de longa vida, com a instalação de mais uma máquina. 

Todo esse investimento significa uma oportunidade de crescimento para a economia da região e colocará o município de Leopoldina no mapa leiteiro internacional", orgulha-se Luiz Eduardo Araújo, gerente de Produção da Cooperativa.

A Cooperativa, uma das principais empresas de laticínios da região, destinará parte da produção à exportação. A estratégia é desenvolver uma capacidade industrial adequada, diversificando as vendas, para abastecer os mercados interno e externo. A ampliação e inauguração de nova unidade também implicam no aumento do volume de compra de leite de produtores locais e
geração de emprego.

Sobre a LAC



A cooperativa opera há 65 anos no mercado lácteo com a marca LAC. A LAC investiu pesado para o crescimento da empresa com o objetivo de dobrar a produção da indústria e alcançar 400.000 litros de leite/ dia em médio prazo. Hoje, a LAC tem 856 cooperados ativos que contribuem para a ascensão da empresa e para manter uma produção crescente e qualidade no produto. Para garantir a qualidade do leite que distribui, a LAC, em um curto espaço de tempo, passou a captar 100% do seu leite granelizado, com a instalação de tanques de expansão em todas as fazendas e associações. A empresa também possui laboratórios de controle de qualidade que analisa todo o processo do leite: desde a coleta no tanque até o produto final.

O parque industrial da LAC oferece um mix de aproximadamente 47 produtos e é dotado de equipamentos modernos de alta tecnologia. O carro-chefe da LAC é o leite Longa Vida e, na categoria derivados, os líderes de venda são: mussarela, manteiga e creme de leite. A Cooperativa atua diretamente em 32 municípios de Minas Gerais e nos Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e no Distrito Federal.

Desde 1992, quando a atual diretoria assumiu o controle da Cooperativa, a LAC vem crescendo se tornando uma empresa perene e eficaz. O volume de recebimento de leite passou de 19.501.598 litros de leite/ano em 1992 para 52.271.681 em 2007, ou seja, um aumento de 168%. José Nilton Gomes Barbosa,
presidente da LAC, reconhece que a equivalência dos preços do leite no mercado e a globalização crescente são desafios constantes para a própria LAC e para o cooperativismo.

Em seu processo de produção, a LAC tem responsabilidade com a questão do meio ambiente. A cooperativa investiu na construção e adequação do sistema de tratamento de efluentes e também na questão de resíduos. Mais de 90% dos resíduos são destinados à reciclagem, diminuindo os impactos ambientais e economizando recursos naturais.
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »