03/03/2008 às 14h13min - Atualizada em 03/03/2008 às 14h13min

Representantes do Banco de Desenvolvimento de Angola visitam Embrapa Caprinos

Fonte: Embrapa

Uma delegação do Banco de Desenvolvimento de Angola visitou ontem a Embrapa Caprinos - unidade descentralizada da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Os representantes do banco conheceram as instalações, pesquisas e programas em andamento no centro de pesquisa.

A diretora de Política e Programas de Financiamento, Londa Soki, disse que o interesse do BDA é conhecer melhor a experiência brasileira em pesquisa agropecuária, pois o país - que há cinco anos iniciou o processo de reestruturação depois de uma guerra que durou 30 anos - não conta com uma instituição de pesquisa como a Embrapa. "Viemos beber da experiência da Embrapa e conhecer melhor sua articulação com o Banco do Nordeste e com os produtores", disse Londa Soki.

O chefe do departamento de programas rurais e agro-industriais do BDA, João Bartolomeu Cunha, informou que 67% da população angolana vive no campo e que o país enfrenta dificuldade no fornecimento de insumos e na adaptação de tecnologias. Ele informou ainda que a economia de Angola cresceu 20% no ano passado.

A comitiva foi recebida pela chefe geral da Embrapa Caprinos, Maria Pinheiro, que demonstrou um panorama das atividades do centro de pesquisa aos visitantes. Maria Pinheiro lembrou que a Embrapa já tem uma aproximação com a África e mantém um escritório em Gana. "Acreditamos que pelas semelhanças ambientais, várias tecnologias podem ser adaptadas no continente africano", disse.

Fizeram parte da delegação, a técnica do BDA Laura Alexandra Kana Katerça; o representante da Secretaria de Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará, Augusto Azevedo de Sousa; o representante do MAPA, Francisco Gomes, e os consultores brasileiros Raimundo Reis e José Aldro Luiz de Oliveira.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »