19/02/2008 às 14h01min - Atualizada em 19/02/2008 às 14h01min

Senai e Sebrae iniciam Projeto Selo de Qualidade em Lácteos em Alagoas

Fonte: BCCOM 

Todos os dias são lançados no mercado diversos produtos. No setor de lácteos não é diferente. Com tantas opções o consumidor fica na dúvida na hora de optar por uma ou outra marca. Na escolha pesam muitos fatores, um deles é a segurança alimentar.

Para atender a essa exigência do consumidor e garantir a competitividade das empresas de laticínios de Alagoas, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Alagoas (Senai/AL), a Federação das Indústrias de Alagoas (Fiea) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Alagoas (Sebrae/AL) iniciaram o Projeto Selo de Qualidade em Lácteos, selo certificado pela empresa multinacional BSI management Systems.

Segundo o diretor de Tecnologia do Senai, Alexandre Caiado, o objetivo de criar o selo é proporcionar às empresas de laticínios condições de competitividade e diferenciação de seus produtos, uma vez que a certificação é uma confirmação de que os produtos são fabricados dentro de critérios de higiene e segurança alimentar.

"O selo representa uma certificação de mercado, onde as empresas de laticínios poderão comprovar a qualidade de seus produtos, além de ter o reconhecimento dos investimentos na modernização e segurança na produção dos alimentos", ressalta Caiado; acrescentando que a certificação será baseada na legislação vigente pertinente à atividade, análises laboratoriais e em critérios de rastreabilidade do produto e de atendimento ao cliente.

Um detalhe importante é que a certificação vai fortalecer o mercado de lácteos de forma inédita, uma vez que o foco das avaliações está nos produtos e não somente na empresa.

Quem pode se candidatar à certificação


Todas as empresas de lácteos, formais, poderão se candidatar à certificação. Para obter o selo, as empresas devem adequar a unidade e processo de produção aos requisitos do selo; assinar contrato para certificação do produto; se submeter a auditorias de certificação e manutenção (semestralmente) e a análises laboratoriais trimestrais dos produtos a serem certificados. 



A partir do resultado da auditoria de certificação, a BSI já emitirá o atestado de conformidade e liberação de uso do selo para a empresa. O Senai e o Sebrae têm o papel de disponibilizar instrumentos de acesso à implantação de melhorias dos processos de qualidade, além de consultorias às empresas de laticínios sobre o processo de produção, capacitação e gestão, tudo voltado para a qualidade e a conseqüente certificação do produto.

O Projeto Selo de Qualidade em Lácteos está sendo desenvolvido também nos estados do Maranhão, Pernambuco e Sergipe. Após a certificação das primeiras empresas, haverá uma campanha publicitária que envolverá o público-alvo nos respectivos estados. Esta visibilidade do selo é também um grande estímulo à adesão das empresas de lácteos.
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »