22/06/2013 às 12h25min - Atualizada em 22/06/2013 às 12h25min

Laticínios devem apresentar à Dipoa proposta de coleta e transporte de leite

Seapa/RS

Os laticínios gaúchos fiscalizados pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio devem apresentar, a partir da próxima segunda-feira, à Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa), o plano de ação para adequação à Portaria 89, publicada em 16 de maio último. 

A portaria regulamenta a coleta de leite cru refrigerado e seu transporte a granel com base na Instrução Normativa número 62 do Ministério da Agricultura e Abastecimento, de 29 de abril de 2011. 

A medida foi tomada a partir dos resultados da Operação Leite Compensado, visando padronizar a coleta de leite cru refrigerado e seu transporte a granel no Estado do Rio Grande do Sul. 

Segundo as médicas veterinárias responsáveis pelo setor de lácteos da Dipoa, Joiane Palmeiro Martins e Juliane Webster Galvani, os planos de ação que forem recebidos serão analisados para verificação da adequação destas às exigências constantes na Portaria, que busca assegurar a segurança e a qualidade do leite recebido pela indústria. 

Fabricante do LatVida 
A primeira versão do plano de ação da empresa VRS – Indústria de Laticínios Ltda, fabricante do leite LatVida, para adaptação à portaria 89, de 16 de maio de 2013, foi apresentada nesta sexta-feira (21), para o secretário adjunto da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Claudio Fioreze e representantes da Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa). 

Em ação conjunta com o Ministério Público Estadual, foi realizada vistoria pelo Setor de Laticínios/Dipoa nas instalações industriais da empresa, em 23 de abril, onde foram verificadas irregularidades estruturais, higiênico-sanitárias, que, juntamente com a ausência de boas práticas de fabricação, propiciavam a contaminação dos produtos, representando risco à saúde dos consumidores. Além disso, ficou configurado o descumprimento do Auto de Suspensão lavrado em 01 de abril. 

Em virtude dessas irregularidades a Dipoa/Seapa suspendeu as atividades do estabelecimento no dia 8 de maio, ficando a indústria impedida de produzir e comercializar produtos lácteos.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »