22/03/2022 às 09h23min - Atualizada em 22/03/2022 às 09h23min

Produção de leite no Brasil somos importadores ou exportadores?

Marco Antonio Cruvinel Lemos Couto

Segundo o IBGE, em 2019 totalizamos uma produção 2,9% maior que a de 2018. Já em 2020 o setor conseguiu produzir 35,4 bilhões de litros, o que representou um acréscimo de 1,5% em relação a 2019, em plena pandemia. Hoje somos o 3º maior produtor de leite do mundo, perdendo somente pra Índia e EUA, e mesmo assim somos um país importador de leite.

Em relação a produtividade há um movimento claro e forte no sentido do aumento da produção média de leite por vaca. Está cada vez mais imprescindível aumentar a produção média de leite por animal. Temos em média, no Brasil, 215 milhões de habitantes, e cada habitante, segundo IBGE, consome até 170 litros de leite ano, isto daria mais de 36 bilhões de litros ano de consumo. Bem acima dos 35 bilhões que produzimos, sem levar em conta as perdas em nossa produção. As perdas na produção do leite, na industrialização, no armazenamento, no setor de frios e varejo, são perdas enormes. Estas perdas podem chegar facilmente a 20%, aumentando nosso déficit, portanto, como poderíamos exportar algo que já nos falta sem ter consequências?

Além disto temos outros fatores que também podem dificultar a exportação, que são principalmente condições higiênico sanitárias e custo final do leite. Somos competitivos somente quando o dólar está em alta. Precisamos entender isto logo.

Mas o setor não está parado, ele está em constante movimento. Governo e várias entidades do setor do leite estão se movimentando no sentido de aparar estas arestas. Estão pensando no alimento mais barato, estão abrindo novos mercados consumidores para exportação, os técnicos do campo estão correndo atrás de uma melhoria de qualidade higiênico sanitária e principalmente os produtores de leite no Brasil estão se profissionalizando. Os números do volume produzido e produtividade dos maiores produtores de leite do Brasil estão nos mostrando que o aumento da produção estão relacionadas com uma melhoria na gestão das fazendas produtoras que há muito estava precisando se profissionalizar.

Torcemos para o Brasil continuar sendo um grande produtor de leite e quem sabe, em breve, teremos uma balança comercial positiva e que realmente podemos produzir mais do que consumimos, mostrando ao mundo mais uma vez que somos um grande produtor de alimentos.

Há mais de 22 anos o Site Ciência do Leite vem acompanhando o setor lácteo brasileiro e diríamos, com experiência, que estamos em um momento de virada na produção do leite. Ficarão somente os que mais se adaptarem as mudanças do setor de leite e seus derivados.

 

Saudações Laticinístas!
Marco Antônio Cruvinel de Lemos Couto
Diretor Técnico Administrativo

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »