21/12/2013 às 09h06min - Atualizada em 21/12/2013 às 09h06min

A importância do leite no café da manhã.

Especialistas em nutrição, principalmente para obesos, dizem que há cada vez mais evidências de que tomar um bom café da manhã com leite pode ser uma solução poderosa para se ter um peso saudável. Segundo James Hill, pesquisador em questões relacionadas com a obesidade, os estudos apresentados em um relatório em Nova York indicam que as pessoas que tomam café da manhã – especialmente cereais com leite, cuja taxa de gordura é baixa – geralmente são mais magras que as que eliminam as refeições pela manhã ou comem outros alimentos com medo de engordar mais.

A pesquisa de Hill analisou os hábitos alimentares de cerca de 3 mil adultos do Registro Nacional de Controle de Peso. Essas pessoas, que quase sempre tomavam café da manhã e escolhiam cereais com leite para a primeira refeição do dia, mantiveram uma redução de peso de pelo menos 13 quilos por ano.

Hill citou três experiências clínicas recentes. Nelas, adultos acima do peso que não tomavam leite começaram a incluir três copos diários da bebida em uma dieta de baixas calorias. Após essa mudança de hábito, eles perderam mais peso e mais gordura corporal que os indivíduos que simplesmente reduziram o consumo de calorias e não tomavam ou bebiam pouco leite.

As pesquisas sugerem que a mistura de nutrientes encontrados no leite, como cálcio e proteína, pode melhorar a capacidade do corpo de queima gordura.

No entanto, apesar da crescente evidência que mostra claramente os benefícios do café da manhã e do leite, cada vez mais mulheres eliminam essa refeição de suas dietas, de acordo com pesquisas nos Estados Unidos e países sulamericanos, entre eles o Brasil.

Elas apontam que um terço das mulheres adultas, de 18 a 44 anos de idade, eliminam definitivamente o café da manhã ou comem apenas alguma coisa. Quando não tomam café da manhã em casa e optam por comer no caminho para o trabalho, essas mulheres costumam escolher sanduíches e bolos. De qualquer forma, poucas vezes esses cafés da manhã fora de casa incluem cereais, e o leite é substituído por café, suco ou refrigerante.

De acordo com as pesquisas, dois erros mais comuns quanto à dieta cometidos pelas mulheres que estão tentando perder peso consistem em eliminar o café da manhã e evitar os produtos lácteos. As pesquisas concluem que algumas mulheres não tomam café da manhã com o objetivo de reduzir calorias. Mas o certo é que alguns estudos mostram que as pessoas que não fazem uma refeição pela manhã consomem menos calorias durante o dia.

Mais pesquisas sobre o assunto

Ainda sobre como perder peso à base de lácteos, um novo estudo clínico publicado recentemente no American Journal of Clinical Nutrition por pesquisadores da Universidade Pordue mostrou que as mulheres queimam mais gorduras e mais calorias após as refeições quando suas dietas incluem três ou quatro porções de lácteos por dia.

A proposta deste estudo foi investigar os mecanismos pelos quais os produtos lácteos e o cálcio podem influenciar na composição corpórea através da capacidade do corpo de queimar gordura e usar calorias.

Este trabalho não foi designado para induzir perda de peso. No estudo de um ano os pesquisadores compararam os efeitos prolongados de uma dieta com pequena quantidade de produtos lácteos (de uma a duas porções) com uma dieta rica em lácteos (de três a quatro porções diárias) entre 19 mil mulheres com peso normal (com idade entre 8 e 30 anos).

A capacidade das participantes do estudo de queimar gordura e calorias após uma refeição foi medida do começo ao fim do estudo para determinar o impacto do aumento do consumo de lácteos e cálcio durante um ano. Os pesquisadores perceberam que as mulheres que consumiram três porções de produtos lácteos nesse período queimaram mais gordura e calorias de uma refeição comparada com as que consumiram quantidades menores de lácteos.

Os resultados desses estudos dão mais suporte para os pesquisadores sobre o papel dos produtos lácteos no controle de peso fornecendo informações reveladoras sobre o mecanismo do metabolismo da gordura. O aumento do cálcio leva a uma redução no hormônio da paratireóide (PTH) e essa mesma redução aumenta a queima de gorduras.




Autor: James Hill

Referências bibliográficas: 

Jornal do Leite - Ano 02 nº 5 março a abril 2007


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »