21/12/2013 às 08h56min - Atualizada em 21/12/2013 às 08h56min

Laticínios Catupiry - 100 anos de sucesso

“No centenário do mais famoso queijo brasileiro, o Laticínios Catupiry quer olhar para os próximos cem anos. Para isso, tem uma nova estratégia para modernizar, rejuvenescer e aproximar a marca das novas gerações”.

Um século a serviço dos sabores brasileiros. Um século que começou com o italiano Mário Silvestrini e uma receita de sucesso.

1911, em Minas Gerais. Este foi o ano e o local no qual a catupiry começou a pintar seu vermelho e azul de verde e amarelo. Uma mistura de culturas que originou um queijo tipicamente brasileiro, com toque italiano e muito sabor. Não demorou muito para que ele caísse na graça das donas de casa e dos donos de restaurantes que perceberam no gosto suave uma novidade a ser aproveitada.

Por conta de seu baixo teor de acidez o requeijão catupiry tornou-se ingrediente para muitos pratos, entre eles massas, peixes e aves. Logo as pizzas não eram mais as mesmas sem o queijo, e a empresa concedeu, então, o direito das pizzarias imprimirem a logomarca para atestar a qualidade dos ingredientes.

Após o reconhecimento no Brasil a Catupiry ganhou o mundo. De Minas para São Paulo, de São Paulo para o exterior. Assim, os Estados Unidos conheceram o sabor inagualável de um queijo brasileiro que une qualidade e excelência.

De olho nesse século de evolução a Mais Leite convidou a Catupuiry a uma homenagem válida. Por este fato, Alexandre Delmando, superintendente de marketing e comercial da Catupiry respondeu a algumas perguntas, falou sobre passado, futuro, mercado, exportação, missão e muito mais.

Mais Leite: Em que missões, visões e valores baseia-se a história da empresa no Brasil?

Alexandre: Na língua indígena brasileira (tupi-guarani(, o nome Catupiry significa excelência. E é essa excelência que o Laticínios Catupiry proporciona há quase um século aos seus consumidores. Marca tradicional, confiável, segura e saudável. Catupiry é só qualidade.

Mais Leite: Quem criou a Catupiry? A partir de que ideias deu-se início a busca por um queijo diferente?

Alexandre: A Laticínios Catupiry foi fundada em 1911 pelo imigrante italiano Mario Sivestrini, no estado de Minas Gerais e a empresa foi a criadora da maracá de requeijão Catupiry®. Em 1949, a Catupiry se estabeleceu em São Paulo, no bairro do Bom Retiro, onde atualmente está localizada a matriz. A busca por um produto de altíssima qualidade inexiste no mercado foi o grande motivador, somada à decisão de mudança para São Paulodemonstram o tino comercial e visionário de seu fundador.

Mais Leite: Em 1997 a empresa foi reconhecida, pelo INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial), como Marca Notória. Como se explica este sucesso e reconhecimento?

Alexandre: A qualidade inigualável do produto é o que se crê seja a explicação.

Mais Leite: Quais são as comemorações pelos 100 anos da empresa?

Alexandre: No centenário do mais famoso queijo brasileiro, a Laticínios Catupiry quer olhar para os próximos 100 anos. Para isso, tem uma nova estratégia para modernizar, rejuvenescer e aproximar a marca das novas gerações. Como parte dessa estratégia, nesse primeiro semestre a empresa participou pela primeira vez da APAS, lançou lanche com Catupiry em parceria com o Mc Donalds, promoveu encontro inédito entre todas as pizzarias em São Paulo e fechou parceria com Senac para participar da capacitação de seus alunos de gastronomia, além de fornecer seus produtos para as aulas práticas. Para o segundo semestre, reserva novidades em embalagens e lançamentos de produtos. 

Entre eles, está o lançamento da linha Sabores, em formato inovador dos copos do requeijão cremoso, nos sabores Tomate Seco, Azeitona, Ervas Finas e Cheddar, que poderão ser encontrados em todo o país a partir de agosto. Dentro da proposta de rejuvenescimento da marca, sem perder sua essência, um novo layout mais moderno chega também a partir de agosto a todos os produtos da Catupiry. Haverá também o lançamento de uma série comemorativa de embalagens, com desenhos exclusivos, feitas em lata no mesmo formato da tradicional, que poderá ser colecionada.

Mais Leite: Em 2005 a empresa começou a exportar para os EUA. Este pode ser considerado um fator de excelência? Por quê?

Alexandre: Sim, a empresa começou a exportar para fora pela insistência dos consumidores de Catupiry que moram fora do país. Só esse fato já pode dar uma dimensão da excelência do produto que atravessa fronteiras.

Mais Leite: Qual o segredo do sabor do Catupiry?

Alexandre: Leite fresco, creme de leite, fermento lácteo, massa coalhada e sal compõem a base da receita do Requeijão Catupiry®. O tempo de cozimento, a temperatura durante o processo de fabricação, a dosagem e a alta qualidade dos ingredientes utilizados também fazem parte da receita.

Mais Leite: Qual a importância do marketing para uma empresa já consagrada?

Alexandre: Para garantir a longevidade da empresa, preparar-se para os próximos 100 anos faz-se necessário. Isso se dará por meio de uma estratégia de marketing e comercial que modernize e rejuvenesça a empresa, zelando pela manutenção da tradição de qualidade que a trouxe até seu centenário.

Mais Leite: “Processo industrial com cuidado artesanal” – Explique quais ações são realizadas para garantir a veracidade do slogan.

Alexandre: Em todo o processo de produção do Catupiry® não existe contato manual nem na produção nem no envase dos produtos, tudo é automatizado e isso se deve aos investimentos da empresa em tecnologias avançadas. Ao mesmo tempo, a qualidade do produto, a fidelidade à receita centenária mantêm-se intacta. A busca de excelência continua no atendimento direto ao consumidor, para controle de qualidade, informações e serviços.

Mais Leite: Recentemente a empresa lançou o requeijão light e o com fibras. Já é possível analisar o resultado destas novidades?

Alexandre: Os produtos têm sido muito bem aceitos pelo mercado. Mais do que isso a empresa não revela números.

Mais Leite: O que significa tecnologia e inovação para a empresa?

Alexandre: A Catupiry se empenha no desenvolvimento de logística, novas técnicas de produção, envasamento e controle de qualidade e isso significa alta tecnologia para a empresa. A inovação fica por conta de investir em alta tecnologia de processos, manter-se atualizada, investir em rejuvenescimento e modernização da marca e sua estratégia comercial, sem perder a essência, tradição e qualidade. 




Autor: Carolina Peres

Referências bibliográficas: 

Revista Mais Leite Empresas


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »