06/01/2012 às 14h02min - Atualizada em 06/01/2012 às 14h02min

Perspectivas para o ano de 2012

Marco Antônio Cruvinel Lemos Couto

Para fazer uma perspectiva de mercado, às vezes não basta somente estar por dentro de tudo que acontece no mundo em que se analisa... É necessário ter uma bola de cristal, pois o mercado é muito volátil e instável. Quando se fala em consumo, preço e que depende muitas vezes do clima e do que vai acontecer no bolso do consumidor, torna-se o prognostico muito difícil de descrever.

Porém, vamos utilizar alguns dados e algumas informações para que possamos acertar o máximo possível nas perspectivas. Analisando o quadro da produção mundial, veremos que o mundo não aumentará tanto a produção quanto seria o necessário. Temos a Europa estável e muitos países em declínio de produção. Temos o EUA aumentando a produção em pequena porcentagem, mas em contra partida a China, a Índia e países da America do Sul aumentando sua produção. Porém, temos que considerar que nestes países está havendo um aumento do consumo de produtos lácteos por seus habitantes.

Temos um quadro de incerteza, chega a ser um desafio quanto ao aumento do custo de produção. A America do Sul provavelmente terá uma menor safra de milho e também de soja, aumentando assim o custo dos insumos. Em uma enquete realizada pelo Site Milk Point, tivemos o custo de produção como a maior preocupação dos produtores de leite.

A mão de obra está em segundo lugar e dependendo do nível de produção, passa a ser a primeira preocupação no aumento dos custos de produção. Com a tecnologia utilizada e com as exigências sanitárias aumentando, necessário será ter pessoas capacitadas para o trabalho, e isto não está sendo encontrando com facilidade.

E como terceiro ponto importante, dependemos de como irá reagir o mercado diante das incertezas da crise financeira que acontece no mundo. Se ela vai ficar somente em nível de bolsa de valores e dos bancos ou se ela vai atingir em cheio realmente a classe consumidora, a emergente e a que já consome. Vale lembrar que a crise esta centrada nos EUA, que tem 1/5 do consumo mundial e também na Europa, que tem 500 milhões de consumidores de alto nível.

Portanto, diante de tantas variáveis, sugerimos que todos trabalhem de forma mais correta possível, avaliando e reavaliando o que esta sendo feito no campo ou na indústria para que todas estas variáveis sejam amenizadas com o trabalho sério e profissional, e saibam que não somente a indústria de laticínios necessita, mas também o campo, pois a tecnologia, as informações e as exigências sanitárias estão sendo disponibilizadas para que o homem do campo produza cada vez mais e melhor, aumentando assim a qualidade de vida de todos os que o cercam. 

No mais um ótimo 2012 para toda cadeia láctea do Brasil e do mundo! São os sinceros votos de toda equipe do Site Ciência do Leite.

Saudações laticinistas!
Marco Antônio Cruvinel Lemos Couto

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »