01/12/2010 às 09h42min - Atualizada em 01/12/2010 às 09h42min

Retrospectiva 2010

Marco Antônio Cruvinel de Lemos Couto

Chegou a hora de fazer nossos comentários quanto ao que aconteceu no cenário laticinista de 2010. Como em quase todo ano, o mundo lácteo sempre reserva uma novidade para nos brindar, mas este ano foi muita surpresa.

Começamos o ano animados com as perspectivas; haviam rumores de que o Brasil iria decolar, uma vez que o ano de 2009 foi negro para o mundo e nós conseguimos nos sobressair. Achávamos que iríamos repetir os bons resultados da exportação. Que o governo iria barrar a importação desenfreada de lácteos. Tínhamos a certeza que o consumo interno iria aumentar mais ainda. 

Com tudo isto, os produtores de leite investiram em vacas para aumentar a produção, contou com bom preço do milho e da soja, preparou o pasto e sua estrutura para produzir mais.

No começo do ano, o leite até que começou a subir a patamares nunca antes visto, ao ponto do preço do leite de março de 2010 estar igual ou próximo ao valor do leite de junho (entressafra) de 2009.

Isto impulsionou a produção em plena entressafra brasileira. Mas o que foi que aconteceu? Em plena entressafra o leite começou a baixar o preço. Justamente no momento em que todos tinham se preparado para tirar leite e em que os insumos para produzií-lo estavam em ascendência de preço.

Ai veio a pergunta: Quem foi o causador desta tragédia? Foi o governo que liberou as importações inconseqüentemente? Foi o mercado que não conseguiu exportar como esperava? Foi a indústria de laticínios que incentivou este aumento de produção sem levar em conta a possível baixa na exportação, ou o aumento das importações ou a estagnação do consumo interno?Ou será que foi o produtor que, mais uma vez, acreditou em tudo isto e se programou em produzir mais do que deveria?

Como existe um ditado antigo “que filho feio não tem pai”, e ninguém assumiu o erro, temos a opinião que a combinação de todos os estes fatores, criou uma bomba que estourou no colo do produtor rural, como sempre acontece. Foi mais uma decepção para o já sofrido produtor rural. No momento os preços estão estagnados, mesmo estando no começo da safra, talvez um momento para o produtor tomar fôlego, mas até quando não sabemos...

A equipe do Site Ciência do Leite estará sempre atenta ao que acontece na cadeia láctea e desta forma esperamos que todos os envolvidos neste episódio tenham mais consciência e mais atenção em analisar melhor o mercado futuro, evitando erros que possam desmantelar toda uma estrutura de produção.

Marco Antônio Cruvinel de Lemos Couto


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »