05/08/2008 às 10h00min - Atualizada em 05/08/2008 às 10h00min

Búfalos - Rebanho vigoroso

Associação Brasileira de Criadores de Búfalos

O búfalo é famoso no mundo inteiro por sua extraordinária capacidade de adaptação a condições extremamente variáveis de clima, solo e relevo.

No Brasil, os búfalos, de raças indianas, desembarcaram pela primeira vez na Ilha de Marajó, na foz do Rio Amazonas. Depois, a bubalinocultura (criação de búfalos) difundiu-se por outros estados. Portanto, não seria de se esperar que os búfalos fossem estranhar o Vale do Ribeira. Assim, em 1989, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento decidiu implantar o Programa de Desenvolvimento da Bubalinocultura na região.

Para isso instalou a estação experimental do Instituto de Zootecnia numa propriedade de 380 hectares, no município de Registro. Desde então, a estação vem pesquisando sistemas de produção de bubalinos, desenvolvendo projetos de inseminação artificial e realizando provas de ganho de peso. Também oferece orientação técnica para o manejo de pastagens, difundindo tecnologia por meio de oferta de estágios, palestras e cursos, destinados a estudantes e profissionais da área de produção animal.

Uma das metas do Programa de Desenvolvimento da Bubalinocultura é facilitar para os pequenos e médios criadores a aquisição de matrizes e reprodutores. O que tem sido feito por meio de um sistema engenhoso: os interessados recebem búfalos criados na estação ? 10 fêmeas e 1 macho- com o compromisso de devolver 14 animais num prazo de 7 anos, sendo 4 de carência. Os criadores também se comprometem a participar dos treinamentos, aceitando a orientação técnica e a presença dos orientadores na propriedade. O sistema tem funcionado a contento: há muitos interessados e cerca de 200 formalmente inscritos no Programa que até agora beneficiou 41 criadores. Pelo menos 10 novos candidatos receberão módulos de 11 animais no decorrer deste ano. A probabilidade de estarem fazendo um bom negócio é grande, pois a fácil adaptação do búfalo a solos e climas diferentes é apenas uma de suas muitas qualidades.

Os bichos já nascem fortes, de mães férteis, que costumam ter, em média, 15 crias ao longo da vida. São matrizes produtoras de leite muito mais rico do que o das vacas. O teor de gordura no leite das búfalas é de 7,98%, bem superior aos 3,8 a 4% do leite das vacas, embora a produção seja reduzida: algo em torno de 4 quilos, com animais criados a pasto. Em conteúdo de proteínas, a carne dos bubalinos também ganha da bovina, com a vantagem de ter menos colesterol. Trata-se de um produto que tem chance de ser cada vez mais procurado, à medida que a população for informada sobre suas qualidades. Além disso, o búfalo criado a pasto chega, com facilidade, aos 600kg em 24 meses.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »