26/07/2011 às 10h39min - Atualizada em 26/07/2011 às 10h39min

Estado terá centro de pesquisa em desenvolvimento rural sustentável

Governo do Rio de Janeiro

No próximo sábado (30), às 11 horas, o Rio de Janeiro ganhará um centro estadual de pesquisa para o desenvolvimento rural sustentável (Ceprus). Instalado em substituição à estação experimental da Pesagro-Rio, vinculada à secretaria estadual de Agricultura, em Macaé, no Norte fluminense o centro vai funcionar como uma vitrine de práticas agropecuárias sustentáveis. 

Situado na antiga estrada Macaé – Glicério, na localidade do Horto, em uma fazenda com 140 hectares, vai abrigar diversas unidades demonstrativas de práticas incentivadas pelo Programa Rio Rural, com recursos do Banco Mundial, e que os produtores podem adotar em suas propriedades. 

O secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo explica que a criação de centros estaduais especializados em áreas-tema faz parte da política de reestruturação da Pesagro. Ao longo deste semestre outros estarão sendo inaugurados, após reformas em suas instalações, com recursos do PAC da Embrapa e do governo estadual. 

No Ceprus, em Macaé, será apresentado um modelo de propriedade rural que atende os preceitos mais modernos de produção agrícola com sustentabilidade. Entre as diversas unidades demonstrativas, uma “maquete viva”, representando uma microbacia hidrográfica, terá demonstração de práticas de reflorestamento, proteção de nascente, barragens subterrânea, conservação do solo, pastoreio rotacionado, e proteção de encostas, entre outras. 

_ Queremos mostrar que é possível a convivência harmônica entre a agricultura e o meio ambiente e que desse encontro resulta o futuro do planeta. O centro estará aberto à produtores rurais, profissionais das áreas agrícola e ambiental, estudantes e população em geral. Nosso objetivo é difundir conhecimentos, promover a interação entre as populações urbanas e rurais conscientizando sobre a necessidade da implantação de práticas sustentáveis - frisou. 

No local, será também disponibilizada uma unidade digital para disseminação de tecnologias e informações sobre cadeias produtivas, boas práticas agrícolas, comercialização e educação ambiental, integrando o campo e a cidade. 

Christino Áureo adiantou que as técnicas demonstradas no Ceprus colocarão o Rio de Janeiro numa posição de destaque no cenário da agricultura sustentável, dando visibilidade ao setor nos grandes eventos que serão sediados no território fluminense, como a Rio +20. 

_ Com a implantação deste Centro consolidamos a vocação do nosso estado para a agricultura de qualidade e baixo impacto ambiental. O Rio Rural já é reconhecido pelo Banco Mundial como o melhor projeto de sustentabilidade agrícola apoiado pela instituição na América Latina - enfatizou.



 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »