07/07/2011 às 10h03min - Atualizada em 07/07/2011 às 10h03min

Programa do Leite da Seagri vai distribuir 80 mil litros de leite por dia

Governo de Alagoas

A partir de agosto, 80 mil famílias vão receber um litro de leite por dia. O produto colabora para a segurança alimentar e nutricional de crianças com idade entre 2 e 7 anos, idosos, gestantes e nutrizes. Atualmente, são 63,5 mil famílias beneficiadas pelo Programa do Leite, conduzido pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri). 

Com a melhor gestão do Programa do Leite no Brasil, como afirmou o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), o apelo do governador Teotonio Vilela e o pedido dos produtores, que estão na base da cadeia e fornecem o produto, o governo federal autorizou este mês a expansão do aumento em mais 16.500 litros por dia. 

De acordo com o secretário de Estado da Agricultura, Jorge Dantas, o aumento começa a valer a partir de agosto. “Vamos incluir as famílias que já estão no banco de cadastro da Secretaria”, afirmou. Segundo ele, o pleito para que o programa faça a aquisição de 80 mil litros por dia é antigo. 

“Desde os primeiros dias do primeiro mandato do governador Teotonio Vilela, temos esse pedido dos produtores, pois eles sabem como essa compra é importante para escoar a produção dos agricultores familiares e para manter o preço, para regular o preço do mercado”, explicou. 

“Quando foi possível, o Governo do Estado, com recursos próprios, aumentou a quantidade em 10 mil litros por dia, passando de 53,5 mil para 63,5 mil. E agora tivemos a autorização do MDS para adquirir 80 mil litros por dia”, explicou Dantas. “Isso é muito importante para as duas pontas da cadeia: para quem produz, que vai ter uma compra com preço constante o ano todo, e para quem recebe, que vai poder complementar a alimentação e a nutrição”, salientou. 

O Programa do Leite, que é uma das modalidades do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do governo federal, é executado em parceria com o MDS. Nos demais estados, o governo federal entra com 80% dos recursos e o governo estadual com 20%, adquirindo o produto a R$ 1,22 por litro. 

Em Alagoas, como o litro do leite é comprado por R$ 1,34 – para aumentar o ganho do agricultor familiar – o governo federal repassa 73,13% desse valor, e o governo do Estado entra com 26,86%. Do total de 80 mil litros, a partir de agosto, 500 litros vão continuar sendo de leite de cabra, como ocorre atualmente, que é adquirido por um valor maior: R$ 1,72 cada litro.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »