14/03/2011 às 10h54min - Atualizada em 14/03/2011 às 10h54min

Programa Alagoas Mais Ovinos finaliza entrega de animais em março

Governo de Alagoas

Até o final de março, todos os 5.345 animais do Programa Alagoas Mais Ovinos estarão nas propriedades de seus novos donos: os 750 agricultores e agricultoras familiares selecionados pelo Arranjo Produtivo Local (APL) de Ovinocaprinocultura e pelas prefeituras municipais para fazer parte do programa. 

Ao todo, 18 municípios do Alto e do Médio Sertão alagoano fazem parte do programa, após terem acessado um edital público lançado pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri). 

“Um dos critérios para o cadastro desses municípios foi a criação de uma comissão composta por representantes do município, do APL, do Estado e da sociedade civil organizada”, frisou o superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Seagri, Edson Maruta. 

“O programa tem como principal objetivo aumentar e melhorar o rebanho de ovinos e caprinos do Estado, além de promover a melhoria de renda e qualidade de vida dos agricultores, de acordo com determinação do governador Teotonio Vilela, que entende como fundamental o apoio a essa atividade, que é típica do agricultor familiar da região do semiárido”, lembrou o secretário de Estado da Agricultura, Jorge Dantas. 

Ainda segundo o superintendente Edson Maruta, o Programa Alagoas Mais Ovinos é um programa de melhoramento genético contínuo da ovinocaprinocultura de Alagoas, com a participação direta dos agricultores familiares. 

“Ele é resultado também de uma solicitação da Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Alagoas (Accoal), que entedia como necessário o aumento do rebanho do Estado e a melhoria genética desse rebanho”, destacou o presidente da entidade, Teodorico Araújo. 

“O público desse programa é formado por famílias que possuem baixa renda, preferencialmente participantes do programa Bolsa Família, e que apresentam vocação para ovinocaprinocultura, além de terem condições de conduzir a criação”, destacou Edson Maruta. 

Ele informou ainda que todas as famílias participantes irão passar por cursos de capacitação, além de receber assistência técnica especifica do 

Como funciona 
Cada família incluída no Alagoas Mais Ovinos recebe, por meio de um contrato de empréstimo, 7 ovelhas e, para cada quatro famílias, é disponibilizado 1 reprodutor P.O. (puro de origem) da raça Santa Inês, registrado numa associação nacional. 

Essas famílias se comprometem a, no prazo de 5 anos, devolver a mesma quantidade de animais, sendo 2 no terceiro ano, 2 no quarto e 3 no quinto, possibilitando a ampliação do programa. Segundo técnicos da Seagri, a raça Santa Inês foi escolhida devido a sua rusticidade, adaptação à região e boa produtividade. 

O Programa Alagoas Mais Ovinos é uma ação do Arranjo Produtivo Local (APL), em parceria com o governo do Estado, por meio da Seagri, e a Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Alagoas (Accoal).


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »