24/12/2010 às 13h51min - Atualizada em 24/12/2010 às 13h51min

Equipamentos impulsionam pecuária leiteira em Paus Pretos

Governo de Alagoas

Pequenos criadores de gado de leite da comunidade quilombola Paus Pretos, localizada na Zona Rural de Monteirópolis, no Sertão alagoano, receberam cerca de 20 máquinas forrageiras do Programa Alagoas Mais Leite, por meio de uma permissão de uso. A entrega ocorreu durante a realização do 5º Torneio Leiteiro da comunidade. 

De acordo com o secretário municipal de Agricultura, Jilvan Moura, as máquinas serão utilizadas para melhorar a nutrição dos animais. “Eles vão ter mais opções de alimento para o gado. Além disso, o criador vai ter mais tempo para outras tarefas dentro da propriedade, uma vez que a forrageira agiliza o preparo da ração ou da silagem”, frisou. 

De acordo com o superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário (Seagri), Edson Maruta, os criadores incluídos no Programa Alagoas Mais Leite também vão receber assistência técnica específica, nos moldes do projeto Balde Cheio, da Embrapa, e capacitação para formação dos bancos de forragens. 

“O governador Teotonio Vilela determinou que o atendimento aos pequenos criadores fosse prioridade. Por conta disso, R$ 8 milhões do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) estão sendo investidos no Programa Alagoas Mais Leite e vão beneficiar mil famílias”, destacou Edson Maruta. 

Segundo ele, na comunidade Paus Pretos será construído um galpão, que vai servir para a realização das próximas edições do torneio leiteiro. “Outros equipamentos do Alagoas Mais Leite também serão encaminhados para a comunidade, entre eles um kit de inseminação artificial, que inclui um botijão de nitrogênio com 500 doses de sêmen, e um equipamento para análise da qualidade do leite”, informou o superintendente. 

Torneio leiteiro 
Participaram do 5º Torneio Leiteiro dos Paus Pretos 19 animais, concorrendo nas categorias vaca e novilha. A vaca campeã produziu 73,9 quilos de leite em quatro ordenhas. 

O proprietário, Jilvan Medeiros de Aquino, recebeu como prêmio R$ 500 e uma bola de arame. A novilha campeã também pertence ao criador Jilvan Medeiros e produziu 59,7 quilos de leite nas quatro ordenhas. Ele destacou a inclusão dos criadores no Programa Alagoas Mais Leite e disse que é importante que eles sigam as recomendações do projeto Balde Cheio. 

Para o prefeito de Monteirópolis, Maílson de Mendonça Lima, o torneio cresce a cada ano porque tem o engajamento da comunidade. Ele ressaltou que a pecuária leiteira é uma das principais atividades econômicas do município. 

Segundo a articuladora da Bacia Leiteira pelo Comitê de Instalação das Ações Territoriais (Ciat), a zootecnista Fabiana Fontes, a produção pode triplicar para quem seguir as recomendações do projeto Balde Cheio e do Programa Alagoas Mais Leite. 

No dia da premiação do torneio leiteiro, sábado (18), ela salientou que foi inaugurada a sede administrativa da Associação dos Pequenos Produtores de Leite dos Paus Pretos (APPAPLEITE), com equipamentos de escritório, computadores e móveis novos. Essa é uma das associações que já fornecem leite ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), mais conhecido como Programa do Leite. 

Todos os participantes do torneio foram premiados. Eles receberam bolas de arame, pulverizadores, aparelhos de DVD, ventiladores, carros de mão, bicicletas e baldes para ordenha.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »