06/11/2010 às 11h00min - Atualizada em 06/11/2010 às 11h00min

Começa vacinação contra aftosa no Estado do Rio Grande do Sul

Correio do Povo

A segunda etapa da campanha de vacinação contra aftosa no Rio Grande do Sul começou oficialmente esta semana. A expectativa da Secretaria da Agricultura (Seappa) é que cerca de 40% do rebanho de 13,7 milhões de bovinos e bubalinos receba a dose de reforço até o dia 30 deste mês. No ano passado, o índice vacinal de reforço foi de 92,16%.

Devem receber a vacina somente os exemplares de até 24 meses. As doses estão disponíveis aos produtores desde a última sexta-feira, quando as agropecuárias começaram a venda. Com isso, os que já adquiriram as doses podem começar a vacinar o rebanho ainda hoje.

Os criadores enquadrados no Pronaf, que possuem até 50 cabeças de gado, recebem o medicamento gratuitamente da Seappa. Mas, devido ao feriado de Finados (dia 2), poderão retirá-las somente a partir do dia 3. Segundo o médico veterinário do Serviço de Doenças Vesiculares da Seappa, Marcelo Göcks, serão distribuídas 1,7 milhão de dosesa 210 mil produtores familiares, responsáveis por criar 30% do rebanho gaúcho.

O criador terá até o quinto dia útil após o encerramento da campanha de vacinação para comunicar a imunização dos animais e entregar as notas fiscais de compra de vacina nas Inspetorias Veterinárias e Zootécnicas (IVZs). 

O secretário da Agricultura, Gilmar Tietböhl, acredita que os criadores aplicarão o medicamento nos rebanhos nos primeiros dias de campanha, mas faz um apelo para que as notificações não sejam entregues no final do processo. "A vacinação não costuma atrasar, mas o comunicado às inspetorias geralmente fica para a última hora", alerta.

No Brasil, mais de 150 milhões de bovinos e bubalinos de 20 estados e do Distrito Federal precisam receber a vacina. Além do RS, Minas Gerais e Tocantins vacinam bovinos e bubalinos com até 24 meses. Os demais estados aplicam as doses em todo o rebanho.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »