26/09/2010 às 09h27min - Atualizada em 26/09/2010 às 09h27min

RS: Estado desenvolve ações que potencilizam cadeia produtiva de leite

Governo do Rio Grande do Sul

O Governo do Estado, por meio da assistência técnica e extensão rural desenvolvida pela Emater/RS-Ascar, alcança mais de 35 mil produtores de leite de 440 municípios gaúchos. Deverá ser expandido para todo o Estado o programa Balde Cheio, que visa à especialização de técnicos da Emater que têm as propriedades dos produtores como sala de aula. 

O programa abrange, no momento, os municípios de Iraí, Pinhal, Taquaruçu do Sul, Frederico Westphalen, Seberi, Roque Gonzales, Três de Maio, São Miguel das Missões, Tenente Portela, Pejuçara, Coronel Barros, Alegrete, Cândido Godói, Mato Queimado e Augusto Pestana, que já aderiram ao programa. 

No Noroeste, o Programa em Rede de Pesquisa-Desenvolvimento em Sistemas de Produção (Rede Leite) já é desenvolvido em 47 municípios e busca gerar conhecimentos e tecnologias por intermédio da participação de produtores, extensionistas e pesquisadores. Hoje são 50 propriedades com unidades de observação e pesquisa. 

Além desses programas, o Apoio a Arranjos Produtivos para o Leite (APL) favorece o financiamento de equipamentos para produção e armazenagem de leite. Um exemplo é o APL de Santana do Livramento, que busca, de forma conjunta, desenvolver a bovinocultura de leite no município. 

Na região Sul do Estado, o desenvolvimento socioeconômico e sustentável das unidades familiares de produção de leite é garantido através do Programa de Pesquisa, Transferência de Tecnologias e Desenvolvimento em Sistemas de Produção de leite, que abrange os municípios de São José do Norte, Rio Grande, Santa Vitória do Palmar, Pelotas, Jaguarão, Arroio Grande, Pedro Osório, Cerrito, Herval, Pedras Altas, Pinheiro Machado, Piratini, Santana da Boa Vista, Canguçú, Morro Redondo, Capão do Leão, Arroio do Padre, Turuçu, São Lourenço do Sul, Amaral Ferrador e Cristal. 

Em todas as regiões do Estado, a capacitação dos produtores e industriais do leite é favorecida por meio de cursos práticos e intensivos nos centros de treinamento, coordenados pela Emater. Dos 11 centros instalados, oito oportunizam cursos em pecuária leiteira e estão localizados nos municípios de Canguçu, Erechim, Nova Petrópolis, Teutônia e Bom Progresso, Montenegro, Fazenda Souza (Caxias do Sul) e Tupanciretã. Os centros oferecem hospedagem e alimentação durante o período do curso, e os alunos recebem material didático para reforçar o aprendizado.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »