08/05/2022 às 10h41min - Atualizada em 08/05/2022 às 10h41min

Potencialidades da criação de búfalas são apresentadas em dia de campo, diz Emater/RS

EMATER/ASCAR

Cerca de 150 pessoas, dentre estudantes e criadores, inclusive de Viamão, participaram de um Dia de Campo Sobre Produção de leite de búfalas. O evento, promovido pela Associação Sulina dos Criadores de Búfalos (Ascribu), com apoio da Emater/RS-Ascar, ocorreu na Cabanha da Herdade, localizada em Gravataí, que tem experiência na produção láctea na raça Murrah.

Os momentos foram divididos entre palestras com diversos convidados, abordando temas relacionados à bubalinocultura, além da visita à propriedade para conhecer os sistemas de ordenha e alimentação dos animais, momentos conduzidos pelo anfitrião Guilherme Aydos, criador de búfalos desde 2004. O criatório foi destaque na última Expointer, conquistando títulos na feira. Nas visitas à propriedade, Aydos mostrou as instalações de ordenha e apresentou o manejo, o sistema voisin e falou sobre a preservação ambiental, além de apresentar as novilhas soberanas da propriedade. A atividade teve o intuito de mostrar que a seleção de búfalas da raça Murrah é a mais adequada para pequenas propriedades quando o objetivo é produção leiteira.

Segundo a presidente da Ascribu, Desireé Möller, esse tipo de evento tem a proposta de levar conhecimento aos estudantes, criadores e interessados. "Hoje tivemos um ciclo de várias palestras. O búfalo é um animal que se adapta a qualquer tipo de situação, desde condições climáticas até questões de estratégia da propriedade rural. Em uma pequena propriedade leiteira temos a oportunidade de elaboração de queijos artesanais, feitos na propriedade, e queremos expandir isso para pequenos produtores. O mais importante foi apresentar estas situações para eles", destacou.

A programação contou com temas como "A Qualidade do Leite Bubalino e o Desenvolvimento de Produto", com a zootecnista mestranda do Grupo de Estudos Bubalinos (Gebu) da Ufrgs, Vitória Di Domênico, "Produção de Bubalinos: Você Sabe Oferecer Conforto Térmico", com a também zootecnista e mestranda do Gebu da Ufrgs, Cindy Ximenes, e "Geração de Renda com Leite de Búfalas", com a médica veterinária Angela Schirmer, entre outros assuntos diversos. Da Emater/RS-Ascar, participou o engenheiro agrônomo do Escritório de Viamão, Gladimir Ramos de Souza.

De acordo com pesquisas realizadas pelo Lactbu da Ufrgs, com dados produzidos a partir do leite de búfala produzido no Rio Grande do Sul, avaliando sua propriedade físico-química de g/100g, o percentual de gordura do produto tem média de 5,5, de proteína de 4,06, de lactose de 5,07. Além disso, o leite se destaca pelo seu sabor adocicado, maior rendimento, elevado teor de cálcio e fósforo, baixo teor de colesterol, sódio e potássio e de ser fonte de vitaminas A, B2 e D.


Fonte: Emater/RS-Ascar
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »