28/04/2022 às 10h33min - Atualizada em 28/04/2022 às 10h33min

Alta no preço do UHT puxou as cotações no atacado e no varejo em março, de acordo com consultoria

Scot Consultoria

Com a continuação do movimento de queda na captação, principalmente nas bacias do Sul e do Sudeste, o mercado atacadista e varejista de lácteos registrou alta na comparação mensal. O alto custo de produção dos laticínios e a concorrência entre as indústrias pela matéria-prima fizeram com que os preços fossem repassados à ponta vendedora.

No atacado, considerando a média dos produtos e estados monitorados pela Scot Consultoria, a alta foi de 1,7% na comparação mensal.

O preço do leite longa vida (UHT) seguiu firme, com aumento de 3,1% no mês, assim como as cotações do leite em pó e dos queijos, de uma forma geral.

No varejo, quando comparada à segunda quinzena de fevereiro/22, houve alta na média dos produtos lácteos pesquisados em São Paulo, de 6,0%.

Essa alta foi puxada pelas altas dos preços do leite UHT, que subiu 8,3% na comparação mensal.

Demais produtos, como manteiga, creme de leite, leite condensado e leite em pó também registraram incremento nas cotações.

Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná tiveram variações positivas de 4,8%, 3,4% e 5,3%, respectivamente.

Fonte: Scot Consultoria


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »