31/10/2021 às 10h28min - Atualizada em 31/10/2021 às 10h28min

Alta sutil no preço do leite ao produtor no pagamento de outubro

No pagamento realizado em outubro, que remunera a produção entregue em setembro último, o preço do leite pago ao produtor registrou mais um mês de alta, o sétimo consecutivo, em função da oferta ajustada de leite.

Considerando a média nacional ponderada dos dezoito estados pesquisados pela Scot Consultoria, o aumento foi de 0,1% na comparação mensal.

No acumulado desde março/21, quando o mercado do leite começou a firmar, a alta foi de 13,7% na média nacional.

Veja na figura 1, a evolução do preço do leite ao produtor. Em relação ao mesmo período do ano passado, quando o preço do leite atingiu o patamar mais alto no ano, a referência está 5,2% maior este ano. 

Figura 1. Cotação média nacional ponderada do leite ao produtor - em R$/litro, sem o frete, valores nominais.

sc-graf-leite

sc-graf-leite

Fonte: Scot Consultoria

O cenário foi de aumento na captação de leite em setembro e outubro (dados parciais) últimos, porém, as altas têm sido mais comedidas neste ano, mesmo com o volume de chuvas mais dentro da normalidade em algumas regiões e as quedas nos preços dos alimentos concentrados. 

Em setembro/21, o indicador de captação de leite (média nacional) apresentou alta de 0,2% em relação a agosto deste ano, mas ficou 3,6% abaixo na comparação com setembro de 2020. 

Para o pagamento a ser realizado em novembro/21, referente à produção entregue em outubro/21, a maioria das indústrias estima estabilidade nos preços do leite pago ao produtor, com 69% dos laticínios pesquisados apontando para manutenção, 21% estimando queda e 10% falando em alta.

Fonte: Scot Consultoria


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »