20/06/2010 às 10h56min - Atualizada em 20/06/2010 às 10h56min

Setor de embalagens flexíveis deve crescer 10% em 2010

www.fispal.com.br

Responsável por um faturamento de quase R$ 9 bilhões em 2009, o segmento de embalagens flexíveis deve crescer pelo menos 10% esse ano. De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis (Abief), os produtos que mais demandam são limpeza doméstica, pet food, cosméticos e higiene pessoal.


“O nosso crescimento está atrelado ao crescimento da economia, porque a renda média dos brasileiros aumentou. Além disso, houve uma evolução das classes sociais, então se consumiu mais alimentos e, consequentemente, mais embalagens”, explicou o presidente da Abief, Alfredo Schmitt.


Detentora de 60% do market share do segmento de embalagens decorativas, a Cromus Embalagens Flexíveis aproveitou o bom momento e a Fispal tecnologia para lançar sua embalagem com metalização a registro. “Alguns mercados já mostraram interesse nesse produto, como os sacos para a postagem”, disse o presidente da empresa, Eduardo Cincinato.


A Cromus quer vender de 400 a 450 toneladas de embalagens decorativas em 2010 e tem expectativa de crescimento de 15% com relação ao ano passado. 25% do faturamento da empresa está vinculado s embalagens personalizadas, como as usadas em ovos de Páscoa e entre os principais clientes no setor de alimentos estão Nestlé, Cacau Show e Kopenhagen.


De carona nos números positivos, a Coim Brasil, líder no segmento de adesivos para embalagens flexíveis também tem crescido cerca de 15% ao ano. Com plantas fabris em sete países do mundo, a empresa está ampliando em 40% a capacidade produtiva da unidade no Brasil, localizada em Vinhedo, interior de São Paulo.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »