19/05/2021 às 10h34min - Atualizada em 19/05/2021 às 10h34min

Qualidade do leite, o novo curso semipresencial do Senar-RS

A qualidade do leite está diretamente associada à presença de microrganismos. Os indesejáveis estão relacionados a procedimentos de ordenha, como limpeza do ambiente onde os animais aguardam, desinfecção de tetos, limpeza e higienização de utensílios da ordenha, qualidade da água utilizada nos processos e o tempo de armazenamento do produto.

Orientar o produtor de leite sobre esses cuidados é o objetivo do curso Qualidade do Leite, que agora o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RS) oferece na modalidade semipresencial, com 14 horas de duração. As 10 primeiras são online, divididas em cinco dias da semana. Nesse período, os participantes recebem o conhecimento teórico sobre o tema e têm a oportunidade de interagir virtualmente com o instrutor e os colegas.

"A ideia do curso é trazer melhorias aos processos visando maior qualidade da produção do leite, para que as propriedades estejam adequadas a todas as legislações e normas vigentes para produção e comercialização. A gente vai tratar de manejos de rotina da ordenha, dos equipamentos, da manutenção, higienização, da limpeza, sempre visando uma produção de qualidade. Tendo essa produção de qualidade vai ter uma remuneração maior também", afirma o técnico em formação profissional rural do Senar-RS, Pedro Faraco.

As quatro horas finais de curso são presenciais, e individuais, direto na casa do participante. Isso, na opinião de Faraco, é o grande diferencial da modalidade semipresencial, já que permite que o instrutor conheça a realidade da propriedade e faça orientações pontuais de acordo com a necessidade. Assim, o produtor poderá aplicar os conhecimentos adquiridos e se sentirá à vontade para tirar dúvidas.

"Eles ficam mais a vontade de ter uma conversa mais franca sobre suas dificuldades, do porquê não poder fazer algumas melhorias, se falta renda para fazer algum investimento ou se há carência de mão de obra. O instrutor, com sua experiência, pode oferecer alternativas sem custos para fazer a melhoria necessária. Esse momento é bastante rico, a orientação dentro do programa", elogia.

As primeiras turmas do curso semipresencial Qualidade do Leite devem abrir em breve. Os interessados em participar devem entrar em contato com o Sindicato Rural de seu município ou de sua região, e solicitar a participação no programa. De acordo com a demanda, a partir da mobilização realizada pelo parceiro, um técnico habilitado pela entidade será designado para ministrar as aulas.


Fonte: Senar-RS
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »