24/05/2010 às 11h05min - Atualizada em 24/05/2010 às 11h05min

Sindilat cobra crédito presumido

Correio do Povo

Representantes dos laticínios gaúchos cobraram ontem do governo a geração de crédito presumido de ICMS na aquisição do leite do produtor. A reivindicação foi apresentada pelo Sindicato das Indústrias de Laticínios (Sindilat) aos secretários Josué de Souza Barbosa (Sedai) e Leonardo Dias (adjunto da Sefaz) e é semelhante à feita pela Associação das Pequenas Indústrias de Laticínios. Barbosa comprometeu-se a levar o pleito à Câmara Setorial do Desenvolvimento Sustentável. "Temos todo o interesse que se avance", frisou. Segundo ele, é preciso atuar para garantir o "equilíbrio concorrencial", mas alertou que não se sabe quanto o governo poderá ceder na questão fiscal.

As lideranças deixaram o encontro confiantes. De acordo com o presidente do Sindilat, Carlos Feijó, o RS vende 60% da produção, especialmente para o Rio de Janeiro e São Paulo, e concorre com Santa Catarina e Paraná que recebem, respectivamente, 4,5% e 8,5% de retorno de ICMS na compra do leite para beneficiamento. "Normalmente, a crise entra na safra, mas estamos na entressafra e não conseguimos vender para fora por falta de competitividade", reclamou Feijó. Presente ao encontro, o presidente da Laticínios Bom Gosto, Wilson Zanatta, lembrou que o preço do litro no Uruguai está abaixo do brasileiro. "Vamos ter excedente de produção", previu.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »