22/03/2018 às 12h26min - Atualizada em 22/03/2018 às 12h26min

Filhos de agricultores de Ajuricaba/RS se destacam durante encontro da Rede Leite, diz Emater

Kaique Ehrhardt, de nove anos, e o irmão Kauê, de sete, se destacaram durante Encontro da Rede Leite, realizado nesta sexta-feira (02), em Linha 31, interior de Ajuricaba

Fonte: Emater/RS

O evento reuniu agricultores e extensionistas da Emater/RS-Ascar de onze municípios do Noroeste gaúcho, além do pesquisador da Embrapa Pecuária Sul, Gustavo Martins da Silva, e médico veterinário da Cotripal, Luciano Oliveira.

Durante o encontro, realizado na propriedade da família Ehrhardt, as crianças mostraram ao público a minifazenda, o local preferido das brincadeiras. Os tratores, a colheitadeira e o pulverizador de brinquedo são usados nas lavouras em miniatura de milho e aveia. Também de brinquedo são os suínos e as vacas leiteiras, os galpões para guardar a frota agrícola e abrigar os animais. Isto que hoje é brincadeira, no futuro pode ser o trabalho deles, disse a extensionista da Emater/RS-Ascar de Ajuricaba, Eliane Righi, destacando a importância da lúdico na construção do conhecimento e na sucessão familiar.

O médico veterinário da Emater/RS-Ascar, Oldemar Weiller, ficou impressionado ao ver o sistema de cultivo e de criação da propriedade dos pais sendo recriada, nos mínimos detalhes, pelos garotos. Os filhos entendem o sistema de produção, o passo a passo, desde o plantio, a colheita, a armazenagem e o manejo do rebanho, disse Weiller.

Outro extensionista da Emater/RS-Ascar, Geraldo Kasper, percebeu o interesse dos garotos em empreender no meio rural e plantou outra ideia no terreno fértil da imaginação, sugerindo a eles a construção de uma horta na minifazenda.

Durante a semana, Kaique e Kauê frequentam a escola no turno da manhã. O mais velho cursa a quarta série do ensino fundamental e o caçula, o segundo ano. À tarde, ao invés de passarem o tempo livre na frente da televisão ou do computador, os irmãos gostam de exercitar a criatividade na minifazenda. "O feijão nasceu rápido", reparou Kauê. "Este é o galpão onde dormem as vacas", indicou Kaique.

Histórico

O casal Cláudia e Éder Ehrhrdt começaram a produzir leite com apenas uma vaca. "Vendíamos 15 litros de leite", lembrou Éder. Atualmente, o casal tem em média 38 vacas em lactação e média de produção mensal de 24 mil litros.

Gestão

Em julho do ano passado a família Ehrhardt ingressou na Rede Leite. No mesmo período, Cláudia e Éder, também começaram a fazer parte do Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar. O Programa, coordenado pelo Governo do Estado e executado pela Emater/RS-Ascar tem o objetivo de aumentar a renda das famílias rurais, por meio de planilhas de gestão e práticas conservacionistas.

Está no planejamento um projeto de irrigação para a pastagem, disse o extensionista da Emater/RS-Ascar, Renato Venzo.

Rede Leite

De acordo com a supervisora da microrregião da Emater/RS-Ascar de Ijuí, Márcia Barboza Breitenbach, o próximo Encontro da Rede Leite será no dia 20 de junho, na propriedade do casal Eva e Marcelo Sippert, em Linha 30, Ajuricaba.

Formalmente, fazem parte da Rede: Emater/RS-Ascar, Embrapa, Universidade de Cruz Alta (Unicruz), Unijuí, Instituto Federal Farroupilha campus Santo Augusto, Universidade Federal de Santa Maria (Ufsm), Coperfamiliar e Rede Dalacto.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »