20/09/2017 às 08h34min - Atualizada em 20/09/2017 às 08h34min

FETAG segue trabalhando para barrar importação de leite do Uruguai

 

 

Importação leite em pó – Após uma semana da manifestação que a FETAG realizou em Jaguarão, onde mais de mil produtores de leite ocuparam a Ponte Internacional Barão de Mauá, divisa Brasil com Uruguai, por causa da importação de leite em pó que está ameaçando a cadeia leiteira e, consequentemente, as famílias de produtores. Nos últimos meses, mais de 20 mil famílias desistiram de produzir leite.

O presidente da FETAG, Carlos Joel da Silva, está em Brasília, e já esteve com o secretário Caio Rocha, o qual disse que o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário está buscando recursos para fazer compras governamentais para enxugar o mercado no RS. Caio informou a Joel que ainda não obteve êxito, mas segue trabalhando forte.Ao mesmo tempo, continua Joel, o deputado Heitor Schuch esteve em audiência com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, e o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

Blairo informou que no dia anterior esteve em São Paulo com o seu colega do Uruguai. O brasileiro relatou todo o problema que o leite uruguaio está causando aos brasileiros. O ministro uruguaio disse que seu país só tem leite e arroz para exportar ao Brasil. Caso o leite seja cortado, adiantou que o Uruguai não comprará mais açúcar brasileiro.

Maggi, por sua vez, destacou que é preferível perder a venda de açúcar para o Uruguai e buscar outros mercados lá fora do que quebrar a cadeia do leite. Diante deste contexto, Joel enfatizou que Maggi tem posição definida em apoio ao setor leiteiro. “Agora, temos que trabalhar para convencer o Ministério do Comércio Exterior, pois o da Agricultura já está do nosso lado”, completou Joel.

Fonte: Terra Viva


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »