31/07/2017 às 09h02min - Atualizada em 31/07/2017 às 09h02min

Carta Leite – A cadeia do leite em “nuestro vecino”, o Uruguai

Segundo o Ministério de Ganaderia Agricultura y Pesca de Uruguay (MGAP-DIEA), a produção no país totalizou 1,775 bilhão de litros em 2016. Observe na figura 1 que até 2013 a produção foi crescente, mantendo-se praticamente estável em 2014 e depois caindo 2,0% e 10,1% em 2015 e em 2016.

Em 2017, de janeiro a maio, a produção uruguaia cresceu 5,8% na comparação com o mesmo período de 2016, indicando uma recuperação da produção este ano.

Figura 1.
Produção de leite (milhões de litros/anos) no Uruguai na última década.


Fonte: MGAP-DIEA / compilado pela Scot Consultoria

O aumento da produção nos últimos dez anos se deu em função do incentivo do governo à cadeia do leite no Uruguai, visando aumentar a exportação de produtos lácteos, principalmente para o Brasil.

Segundo o Instituto Nacional de la Leche (INALE) 90,0% do leite captado é processado/industrializado e o setor envolve vinte mil pessoas diretamente. Do total produzido, 30,0% é consumido no mercado interno e os 70,0% é exportado.

Consumo interno 

O consumo per capita no Uruguai é crescente, como mostra a figura 2.

Os dados oficiais apontam para 264 equivalentes litros de leite consumidos por ano, superando a recomendação da FAO, que propõe o consumo de200 litros por pessoa-ano.

No Brasil, o consumo per capita está estimado em 176 litros por ano.

Figura 2
Consumo per capita (equivalentes litros de leite) de leite no Uruguai nos últimos dez anos.


Fonte: MGAP-DIEA / compilado Scot Consultoria

O Uruguai é predominantemente, um exportador de produtos lácteos.

Exportações do Uruguai

Os principais produtos exportados são: leite em pó integral, leite em pó desnatado, queijos e manteiga. Tabela 1.

Tabela. 1
Faturamento (milhões de US$) e o Volume (t), dos produtos lácteos exportados do Uruguai em 2016 e acumulado até junho de 2017.

* de janeiro a junho
Fonte: INALE / compilado pela Scot Consultoria

O Brasil é o principal cliente dos produtos lácteos do Uruguai.

Do total exportado em 2016, o Brasil comprou 86,0% do leite em pó desnatado, 72,0% do leite em pó integral, 46,0% da manteiga e 32,0% dos queijos.

No primeiro semestre de 2017, o Brasil continuou como principal importador dos produtos lácteos, com destaque para os leites em pó desnatado e integral. Figura 3.

Figura 3
Principais destinos de exportação de produtos lácteos do Uruguai dos dois primeiros trimestres de 2017.

 

Fonte: INALE / compilado Scot Consultoria

Considerações finais

As exportações uruguaias de lácteos tem como principal destino o Brasil. Os números deixam claro que o crescimento da produção de leite no Uruguai foi em função deste aumento da demanda por importação pelos brasileiros.

A concentração das exportações tem gerado preocupações e discussões no “nuestro vecino”. Além do Brasil, o Uruguai exportou nos últimos anos bastante leite em pó e outros lácteos para a Venezuela, que diante do quadro econômico e político reduziu as compras, deixando o país ainda mais dependentes das compras brasileiras.

Desta forma, o Uruguai vem buscando ampliar e diversificar seus compradores, bem como o portfólio de produtos lácteos para exportação.

Atualmente não existe nenhum tipo de acordo bilateral entre o Uruguai e o Brasil que delimite a quantidade de produtos lácteos comercializados, como é o caso da Argentina, que existe uma cota que limita as exportações para o Brasil em 4,5 mil toneladas de leite em pó mensais entre junho de 2017 até junho de 2018.

https://www.scotconsultoria.com.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »