09/02/2017 às 10h50min - Atualizada em 09/02/2017 às 10h50min

Programa Leite Forte: Produtores do Assentamento Aroeira melhoram a qualidade da pastagem

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Agencia Estadual de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural – AGRAER e Secretaria de Estado de Produção e Agricultura Familiar – SEPAF, em razão da grande importância social e econômica do setor leiteiro para a sociedade sul-mato-grossense e visando o fortalecimento do segmento, lançou em 2012 o Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Pecuária Leiteira do Estado de Mato Grosso do Sul – o Leite Forte.

O objetivo do Programa é aumentar a produtividade e melhorar a qualidade do leite nos estabelecimentos rurais do Estado, especialmente dos produtores da agricultura familiar.

De acordo com diagnóstico feito pela AGRAER verificou-se: elevada sazonalidade de produção ao longo dos meses; grande fluxo de produtores que iniciam e deixam a atividade; baixa especialização dos rebanhos; reduzido número de profissionais de ciências agrárias na atividade leiteira, grande número de instituições que atuam pontual e desorganizada nos diferentes elos da cadeia produtiva; baixa qualidade do produto que chega à plataforma dos laticínios; grande distância entre os produtores e as unidades beneficiadoras; reduzido leque de produtos industrializados, como leite em pó, leite condensado, entre outros.

O Município de Chapadão do Sul aderiu ao Programa Leite Forte onde disponibilizou o Médico Veterinário Luiz Fernando da Silva Torres para coordenar o programa e o Governo do Estado disponibilizou um veiculo para assistência técnica, treinamento, aperfeiçoamento profissional em temas como: Formação e Recuperação de Pastagens, Gestão, Melhoramento Genético, Manejo Reprodutivo, Manejo Sanitário, Crédito, Cadeia Produtiva, Arranjo Produtivo Local, Articulação Institucional, entre outros importantes assuntos relacionados à atividade leiteira.

O programa está sendo desenvolvido no Assentamento AROEIRA, inicialmente com a participação de cinco (5) produtores. Até agora já foram realizados levantamentos da produção diária de leite, levantamento do rebanho, visitas técnicas em outras  propriedades do Estado dos participantes do programa, orientação na formação de pastagens e divisão da área em piquetes para sistema de rotação.

No dia 27 de janeiro o coordenador do programa Luiz Fernando da Silva Torres realizou visita aos produtores participantes do programa e verificou que as ações implantadas até o momento no Assentamento estão começando a melhorar a qualidade da pastagem. “Esse é um primeiro passo para melhorar a produção de leite e consequentemente a renda e a qualidade de vida dos produtores” enfatizou, Fernando.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »