21/06/2015 às 12h15min - Atualizada em 21/06/2015 às 12h15min

Emater auxilia produtor de leite de Irituia a obter registro artesanal

Com o apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), o produtor de leite José Everaldo Alves, de Irituia, no nordeste paraense, recebeu o título de Registro de Produção Artesanal, conforme a Lei nº 7.565, de 2011, que dispõe sobre as normas para licenciamento de estabelecimentos processadores, registro e comercialização de produtos artesanais comestíveis de origem animal e vegetal no Estado.

A partir de agora, produtos do Laticínio Ever, que gera renda para 10 famílias, passam a ser comercializados no mercado estadual e não só no município. O laticínio, localizado na comunidade Hebron, irá aumentar a produção, uma vez que possui capacidade de produzir 100 quilos de queijo e 500 litros de iogurte e coalhada por dia.

“Atendemos o produtor para adequação do laticínio aos critérios da lei, com capacitação para manipulação de alimentos e outras orientações. Com a ampliação do mercado, a estimativa é de que a renda do produtor aumente entre 20% a 30%”, diz a tecnológa de alimentos da Emater, Michelle Santos.

Os produtos sob o Registro de Produção Artesanal, emitido pela Agência de Defesa Agropecuária (Adepará), têm reconhecimento pela qualidade e trânsito livre no estado, possibilitando a ampliação do mercado e o acesso mais fácil a políticas públicas, como crédito rural.

Paula Portilho
Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »