08/05/2014 às 10h39min - Atualizada em 08/05/2014 às 10h39min

Workshop da Rede Leite reafirma conceitos de pesquisa/desenvolvimento

As limitações e inovações da pesquisa diante da realidade dinâmica e complexa do produtor de leite foram um dos temas abordados em Ijuí, durante o Workshop Pesquisa-desenvolvimento. 

O evento reuniu pesquisadores, estudantes e extensionistas rurais em uma promoção da Rede Leite – Programa de Pesquisa-desenvolvimento em Sistemas de Produção com Atividade Leiteira no Noroeste do RS. “Nosso objeto de pesquisa é aberto, complexo, dinâmico. 

A propriedade rural está sempre mudando, porque o agricultor não consegue ficar parado”, disse o professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), engenheiro agrônomo Lovois de Andrade.

O professor da Ufrgs, que atua na área da agronomia, com ênfase em desenvolvimento e economia rural, falou, durante o evento realizado em Ijuí, sobre quatro conceitos elementares da Pesquisa-desenvolvimento: enfoque sistêmico, abordagem interdisciplinar, análise dinâmica e participação.

O desafio de equilibrar os ritmos da pesquisa, mais lento, com o ritmo do produtor de leite, mais dinâmico, a partir do conceito de Pesquisa-desenvolvimento, também foi mencionado por Andrade. “A gente leva muito tempo para fazer pesquisa e quando chega para mostrar os resultados, o agricultor já mudou tudo”, problematizou o professor da Ufrgs.

Com uma trajetória de 10 anos e tendo sido concebida a partir dos fundamentos da Pesquisa-desenvolvimento, a Rede Leite tem gerado um conjunto de atividades inovadoras, apresentadas durante o Workshop pelo extensionista da Emater/RS-Ascar, Pedro Urubatan Neto da Costa, professor Jorge Berto, e pesquisador da Embrapa Pecuária Sul, Gustavo Martins da Silva. “Apesar das dificuldades, tivemos avanços. Criamos uma estrutura de governança mais formal, sem, no entanto, perdermos de vista a troca de idéias que fluem em ambientes informais”, disse Silva.

Rede Leite

Atualmente, formalizaram a participação na Rede Leite, nove instituições: Emater/RS-Ascar, Embrapa, Unijuí, Unicruz, Fepagro, Instituto Federal Farroupilha – campus Santo Augusto, Cooperfamiliar e Associação Gaúcha de Empreendimentos Lácteos (Agel)


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »