20/12/2013 às 16h32min - Atualizada em 20/12/2013 às 16h32min

Pesagro-Rio contribui para o aumento da produção de leite em São Fidélis

Governo do Rio de Janeiro

Os resultados positivos do cultivo de cana forrageira para alimentar o rebanho leiteiro e aumentar a produção na microbacia Esperança, na Região Noroeste, estão atraindo produtores interessados em conhecer a tecnologia desenvolvida pela Pesagro-Rio, empresa vinculada à secretaria estadual de Agricultor.

Participante do projeto, o produtor local Assis Pontes, está satisfeito com o crescimento da produção de leite após adotar a cana na alimentação do plantel.

- Em 2013 pude manter o número de animais na propriedade, aumentando a produção de leite, o que não aconteceu no ano passado, quando tive que vender animais para não perdê-los por falta de alimentação - contou.

Com o objetivo de transferir tecnologias para a produção de cana-de-açúcar com característica forrageira, a Pesagro-Rio e o escritório local da Emater-Rio de São Fidélis, realizaram no início de dezembro, o II Encontro dos Produtores de Leite da Microbacia Boa Esperança. Na ocasião, 35 produtores assistiram palestra sobre as boas práticas no cultivo da cana forrageira, ministrada pelo pesquisador da Pesagro-Rio, Arivaldo Ribeiro Viana.

O evento dá continuidade aos trabalhos iniciados em 2008 no Programa Mais Alimentos, que possibilitou a realização de curso sobre produção de cana para alimentação de vacas leiteiras.

A propriedade selecionada em 2012 para sediar a unidade de produção de mudas para futuras multiplicações em propriedades vizinhas, apresentou os primeiros resultados este ano, que permitirão a instalação de novos campos no município. O projeto contou com recursos da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - Faperj.

O sucesso do trabalho levou a escolha de outros cinco produtores para ter acesso às mudas e dar continuidade à multiplicação em suas propriedades. O grupo, no final do encontro, foi cadastrado e cada um assumiu o compromisso de destinar 20% da sua produção para outros produtores, em 2014.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »