22/06/2013 às 10h47min - Atualizada em 22/06/2013 às 10h47min

RS: governador estadual libera produção do leite Latvida

Governo do RS

O secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Luiz Fernando Mainardi, anunciou na prefeitura de Estrela, a liberação das linhas de produção da empresa VRS - Indústria de Laticínios Ltda, produtora do leite Latvida. 

A fabricante cumpriu as exigências sanitárias feitas pela Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa). No mesmo ato, a empresa assinou Termo de Compromisso de Adesão ao Programa de Coleta à Granel e recebeu o prazo de 60 dias para apresentar um plano de trabalho detalhando os passos que adotará para atender as determinações legais. 

A cadeia do leite é uma das mais complexas e principais do Estado, ressaltou o secretário, ao comentar que sua produção é menor do que a capacidade da indústria - porém, a intenção é ampliá-la, passando de 10 para 20 milhões de litros/dia no período de 10 anos. 

Fraude 
A Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal / Dipoa / DDA /Seapa, suspendeu as linhas de Leite UHT (Integral, Semi-Desnatado e Desnatado) beneficiadas e envasadas pelo estabelecimento VRS - Indústria de Laticínios Ltda., CISPOA n° 661, em 01/04/2013, em virtude da verificação da substância "formaldeído" na amostra de Leite UHT Desnatado, marca Latvida, conforme Relatório de Análises n° 5189/2013/Univates. 

Em virtude da fraude detectada, a Dipoa iniciou monitoramentos no estabelecimento, em ação conjunta com o Ministério Público Estadual, sendo realizada vistoria pelo Setor de Laticínios/Dipoa, em 23/04/2013, onde foram verificadas irregularidades estruturais, higiênico-sanitárias que juntamente com a ausência de boas práticas de fabricação propiciavam a contaminação dos produtos representando risco à saúde dos consumidores e o descumprimento do Auto de Suspensão lavrado em 01/04/2013. Em virtude dessas irregularidades a Dipoa/Seapa suspendeu as atividades do estabelecimento em 08/05/2013, ficando o mesmo impedido de produzir e comercializar produtos lácteos. 

Foram realizadas vistorias em 16/05/2013, 23/05/2013 e 04/06/2013, sendo nesta última, verificado que o estabelecimento atendeu às exigências solicitadas pelo Serviço de Inspeção Oficial, com parecer favorável à reabertura somente após o envio das análises de água dentro dos padrões vigentes e aprovação do projeto que contém estrutura física construída sem a aprovação desta DIPOA.

Nesta quarta-feira, ao assinar a liberação para a rpodução do leite, Mainardi afirmou que não imaginava que pudesse ocorrer falha em um sistema relacionado a uma cadeia tão importante. Por isso, segundo ele, os programas Prodeleite, Fundo Estadual de Desenvolvimento da Cadeia do Leite (Fundoleite), Instituto Gaúcho do Leite (IGL) e o Programa Mais Leite de Qualidade vêm para destravar alguns gargalos a respeito do modelo de gestão da cadeia do leite. Para o secretário, o episódio levou a agilizar a organização da cadeia e "certamente será superado com apoio da prefeitura, Governo do Estado, empresas, em parceria na missão de recuperar a imagem do setor". 

Uma das exigências, por exemplo, será que a entrega do leite só poderá ser feita pela transportadora que aderir às normas estabelecidas. Não haverá mais a compra avulsa do leite, assim como só chegarão à plataforma transportadores credenciados. "O pequeno produtor tem que ser estimulado para ampliar a qualidade e a sanidade. Queremos um leite 100% saneado, com erradicação da brucelose e tuberculose", destacou o secretário. 

Retomada 
O representante da VRS, Paulo Pereira, agradeceu "o reconhecimento e apoio da Secretaria da Agricultura". Ao receber a liberação do governo para retomar a produção, Pereira enfatizou as medidas de proteção e qualidade tomadas pelo Governo do Estado, através da Secretaria da Agricultura. "É de consciência tranquila e de quem preserva a segurança alimentar que podemos dizer que a Latvida sempre cumpriu todas as demandas burocráticas do antigo Cispoa". E salientou, ainda, que a empresa é a primeira a aderir a Portaria número 89, que regulamenta o transporte a granel. "Essa adesão vai nos fazer mais forte e hoje é um momento histórico", disse. 

O produtor revelou que, ao longo dos 12 anos de empresa, alimentou o sonho de processar dois milhões de litros de leite ao dia. Atualmente, está em 300 mil litros, com projeção para 500 mil litros de leite diários.

O prefeito de Estrela, Carlos Rafael Mallmann, salientou a vontade do município em evitar o fechamento da Latvida - a empresa é a sexta maior de Estrela, que possui 300 famílias envolvidas e mais de mil produtores. Participaram ainda do ato de assinatura, o sócio-gerente da Latvida, Rui José Sulzbach, e o vice-prefeito Valmor Griebler. 

Coordenador Regional 
Na oportunidade, assumiu também o novo coordenador regional de Agricultura, Luiz Fernando Dalcin. Natural de Arroio do Tigre (RS). Médico-veterinário, foi vice-prefeito da cidade de Progresso no mandato 2008/12. Veio para o Vale do Taquari por intermédio da cooperativa Cosuel no ano de 1986. Conhece o Vale através do seu trabalho na cooperativa e outras empresas em praticamente todos os municípios do Vale. Além da coordenadoria, participa das Câmaras Setorias de Avicultura e Suinocultura do Governo do RS. 

Para o vice-prefeito do município, Valmor José Griebeler, ter uma coordenadoria na região é de extrema importância o apoio da Secretaria da Agricultura. "Queremos buscar um compromisso com o nosso novo coordenador e com gratificação que a Secretaria da Agricultura poderá sempre contar com a região e nosso município", frisou.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »