26/02/2013 às 07h46min - Atualizada em 26/02/2013 às 07h46min

Técnicos visitam propriedades de Guaraí para pesquisa sobre produção do leite

Seagro/TO

Dando continuidade ao levantamento do perfil socioeconômico dos produtores de leite no Tocantins, ontem, uma equipe de técnicos da Seagro – Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário - visitaram os produtores integrantes da Coopag – Cooperativa de Produtores de Leite, no município de Guaraí, região Central do Estado. As visitas, em 15 propriedades rurais, se encerram na sexta-feira, 1º de março. O estudo está sendo realizado em parceria com o Mapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A fazenda Mangueira, no município de Guaraí, foi a primeira a receber a equipe de técnicos e possui um rebanho de 350 cabeças de gado leiteiro e corte. Cerca de 60 animais são vacas leiteiras, com uma produção diária de 170 litros. De acordo com o proprietário, Luiz Afonso de Oliveira, a intenção é aumentar essa produção. “A minha expectativa é investir na infraestrutura e melhoria genética para aumentar a qualidade e produção leiteira, pretendo chegar nos 500 litros diários”, disse.

Para a zootecnista da Seagro, Maria Emília Rodrigues, a intenção é levantar o máximo possível de informações sobre as principais demandas dos produtores de leite. “Este diagnóstico definirá as reais necessidades destes produtores em seus diversos aspectos relacionados à produção e qualidade do leite e, posteriormente, irá auxiliar nas ações de melhorias para os produtores do Estado”, enfatizou.

De acordo com a fiscal agropecuária do Mapa, Elisângela Pinto Figueiredo, que está acompanhando o diagnóstico nas propriedades, o levantamento é muito relevante para os produtores de leite do Tocantins. “Com isso, chegaremos a um quadro da realidade para que possamos investir de acordo com as necessidades de cada propriedade, visando melhorar as condições de trabalho destes produtores”, planejou.

Cooperativa
A Coopag – Cooperativa de Produtores de Leite de Guaraí iniciou suas atividades há 13 anos. Atualmente, possui 102 cooperados e 15 produzem leite. A produção é de três mil litros de leite por dia, perfazendo um total de 90 litros mensais. 

Segundo o presidente da cooperativa, Sídônio Terra de Oliveira, no empreendimento, além do leite que é coletado dos produtores, os cooperados produzem, o queijo e a bebida láctea. “O leite é repassado para as escolas municipais e estaduais, o queijo e a bebida são vendidos no comércio local e em Palmas. Mas o nosso sonho é dobrar essa produção, para isso, teremos que melhorar a nossa estrutura física e logística para o escoamento de nossos produtos”, almejou.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »