03/09/2012 às 13h26min - Atualizada em 03/09/2012 às 13h26min

Aumento do volume captado reduz preço do litro do leite, diz Boletim da CNA

CNA

Os preços pagos aos produtores pelo litro de leite recuaram no mês de julho nas principais regiões produtoras, reflexo do aumento no volume de captação do produto. 

O clima mais favorável e a pressão das indústrias e das cooperativas determinaram as quedas, segundo boletim Custos e Preços, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). 

Em Goiás, no mês de julho, o litro do leite foi vendido a R$ 0,857, com queda de 2,6% em relação ao mesmo período do ano passado. 

Além do leite, a Superintendência Técnica da CNA também avalia, no boletim, o desempenho dos mercados de milho, soja, café, algodão, arroz, cacau, boi gordo e feijão, além de apresentar dados sobre os estoques mundiais de alguns produtos agropecuários.

O levantamento mostra que os preços do feijão também caíram, desempenho influenciado pela maior oferta do produto em virtude da colheita das áreas irrigadas do Centro-Oeste e do Sudeste. 

A retração da demanda também contribuiu para a redução de 16,7% dos preços do feijão carioca em Unaí (MG). 

De acordo com a CNA, os preços do feijão preto seguem estáveis em função da oferta de produto argentino. 

Os estoques nacionais estão em níveis razoáveis, o que, aliado à considerável diminuição da demanda, justifica esse cenário.

Os preços do café no mercado interno também recuaram, refletindo o cenário externo, influenciado pelas notícias de avanço da colheita no Brasil e a melhora das condições climáticas. 

Em Iúna (ES) e Ribeirão do Pinhal (PR), as perdas por saca comercializada chegam a R$ 100,09 e R$ 75,58, respectivamente, enquanto em Santa Rita do Sapucaí (MG) as perdas são de até R$ 90,99/saca. 

“Os produtores têm procurado segurar os lotes de café de melhor qualidade e ofertar os demais lotes. A indústria, por sua vez, tem atrasado as compras”, informa a CNA.

Acesse o Boletim Custos & Preços do mês de agosto:


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »