23/04/2012 às 12h21min - Atualizada em 23/04/2012 às 12h21min

Rio Grande do Sul triplica produção de leite em pó

Correio do Povo

A inauguração da fábrica de leite em pó da Dália Alimentos, em Arroio do Meio, triplicará a capacidade estadual instalada para processar o produto em relação a 2005, quando a produção começou no RS. Com aporte de R$ 64,4 milhões, a unidade empregará 80 pessoas e terá capacidade para 500 mil litros/dia, patamar a ser atingido até 2016. Assim, será possível produzir 59 toneladas de leite em pó diariamente. Segundo o presidente Gilberto Piccinini, o mercado ditará o ritmo de industrialização.

Pelos cálculos do presidente da Associação Gaúcha de Laticinistas (AGL), Ernesto Krug, para atender à capacidade instalada da produção de leite em pó o Estado precisaria de 5 milhões de litros de leite, mais da metade dos 9 milhões de litros captados para todos os fins. Mesmo assim, explica, nem toda a capacidade deve ser explorada, pela sazonalidade do mercado e volume importado do Mercosul, o que deprecia o preço no mercado doméstico. E lembra que, somente este ano, a balança comercial brasileira do produto acumula déficit de 219 milhões de dólares. 

Além da produção, a unidade da Cosuel prestará serviço a cooperativas e empresas que tenham interesse em parcerias. Serão produzidos leite em pó integral e desnatado instantâneo e não instantâneo. A demanda total, de 940 mil l, segundo Piccinini, será atendida em quatro anos porque a produção está crescendo, fruto do trabalho de gerenciamento e assistência técnica aos 3.515 associados em 105 municípios. Ele destaca que a meta é dobrar, nesse período, a média de produção vaca/dia, atualmente de 18 litros. Com o excedente de gordura da produção pode ser fabricada manteiga ou creme de leite.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »