26/02/2012 às 08h24min - Atualizada em 26/02/2012 às 08h24min

Custos de produção do leite preocupa Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas

Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas

A diretoria da Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (Cpla) voltou a discutir a defasagem no preço do leite pago pelo Programa Social do Leite, do Governo Federal em Alagoas. No segundo semestre do ano passado, quando o programa teve um aumento no estado, as cooperativas e produtores já se preocupavam com o aumento nos custos de produção. Atualmente o produtor é remunerado com R$ 0,76 o litro do leite e as grandes indústrias já começam a comprar o alimento por R$ 0,95. 

No último mês de novembro a Cpla e representantes de outras cooperativas entregou a Secretaria de Estado de Agricultura e Desenvolvimento Agrário (Seagri) um levantamento contendo os custos de produção atualizados e o preço do repasse do alimento já beneficiado pela indústria. Conforme Aldemar Monteiro, diretor-presidente da Cpla, enquanto o mercado repassa ao consumidor o leite pasteurizado entre R$ 1,80 e R$ 1,90, o programa remunera os laticínios com R$ 1,34 o litro do leite pasteurizado. 

“Está cada vez mais difícil segurar produtores de determinadas regiões, por conta dessa discrepância de valores. Quando procuramos a superintendente da Agricultura Familiar, propomos que o repassa por litro de leite ao agricultor familiar passasse para R$ 0,85 e o preço final do leite para R$ 1,60. Com isso, ainda não chegamos ao ideal, mas pelo menos diminuímos as diferenças e continuamos de fato a fomentar a Cadeia Produtiva do Leite, um dos objetivos do Programa”, reforçou Aldemar Monteiro. 

O presidente lembrou que a Seagri se comprometeu até o mês de março dar uma posição aos pequenos agricultores. “O prazo está terminando e contamos com o empenho do governo do estado. Hoje só a Cpla beneficia mais de dois mil pequenos produtores nos 102 municípios alagoanos e 80 mil famílias com a distribuição do leite pasteurizado, livre de qualquer risco a saúde das famílias beneficiadas”, enfatizou.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »