01/05/2011 às 07h35min - Atualizada em 01/05/2011 às 07h35min

Indea lança campanha de vacinação contra aftosa no Estado

Governo do Mato Grosso

O lançamento da Etapa Maio de 2011 da campanha de vacinação contra a febre aftosa foi realizado oficialmente no município de Nova Xavantina (651 Km a Nordeste de Cuiabá). 

É obrigatória a imunização em bovinos e bubalinos com idade entre Zero e 24 meses em todo o Estado de Mato Grosso, que deve ser feita entre os dias 1º a 31 de maio. O prazo de comunicação às Unidades de Execução do Indea-MT é até o dia 10 de junho.

De acordo com presidente do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT), Valney Souza Corrêa, a expectativa é que sejam vacinados cerca de 13 milhões de animais nesta etapa, sendo que o rebanho total do Estado é de 28.695.273, o maior do país. “Esperamos novamente vacinar 100% do nosso rebanho e nos mantermos livre da febre aftosa, como estamos há 15 anos. Essa conquista, inclusive, deve ser creditada aos pecuaristas e aos servidores do Indea, que têm feito um trabalho em conjunto pela sanidade animal no Estado durante todos esses anos”.

O evento contou com a presença do diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), Guilherme Marques. Segundo ele, o objetivo do Governo Federal é que se chegue ao status de país livre da febre aftosa sem vacinação num futuro próximo. “A Organização Mundial de Sanidade Animal (OIE, na sigla em inglês) já deu o status de livre de febre aftosa com vacinação para Mato Grosso. Contudo, ainda há Estados do Norte e Nordeste com a presença da doença. De forma que se fizermos um trabalho em conjunto entre todos os Estados e também nas regiões de fronteira, certamente conseguiremos nos livrar em definitivo desta doença”.

O representante da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Guilherme Nolasco, avaliou que os pecuaristas podem ser considerados vitoriosos por não haver nenhum registro da febre aftosa nos últimos 15 anos. Segundo ele, os produtores passaram por fases difíceis, entre elas a queda de preços do produto, desvalorização cambial, entre outros, mas se recuperaram e hoje o carne bovina se desponta como o segundo produto mais exportado do Estado. Os pecuaristas de Mato Grosso vão investir cerca de 20 milhões só na aquisição de vacinas nesta etapa.

Também estiveram presentes no evento em Nova Xavantina o superintendente do Ministério da Agricultura em Mato Grosso, Xico Costa; o chefe de Saúde Animal do Mapa; Ênio Arruda; a coordenadora de Doenças de Animais do Indea, Daniella Soares Bueno; Paulo Bilego, representando a Sedraf, o gerente da Unidade Regional do Indea em Barra do Garças, Luiz Alberto de Matos, o prefeito de Nova Xavantina, Gercino Caetano; o presidente do Sindicato Rural de Nova Xavantina, Mauri Evangelista dos Santos; Valter Pereira de Souza, do Sindicato Rural de Água Boa; e Irani Mews, representano o Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município de Nova Nazaré. Além de pecuaristas da região e outras autoridades locais e regionais.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »