10/04/2021 às 17h30min - Atualizada em 10/04/2021 às 17h30min

Curso semipresencial ensina os primeiros passos da ovinocultura, diz Senar-RS

O produtor rural interessado em continuar aprendendo ou reciclando conhecimentos durante o período da pandemia pode contar com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RS). Atualmente, a entidade oferece 10 os cursos em formato semipresencial - com 10 horas de conteúdo teórico, ministrado on-line, e quatro horas de ensino presencial individualizado, na propriedade do aluno. Entre eles, o de Manejo de Ovinos.

“O curso traz o básico em relação ao que o produtor precisa saber para criar ovinos. Começamos falando sobre o mercado da lã, da carne, do leite, dos diversos produtos da ovinocultura. Depois, entramos em comportamento e fisiologia do animal, para em seguida falarmos de instalações e manejo em geral, da parte nutricional e sanitária. E o curso se encerra com orientações ao produtor sobre o calendário de manejo”, resume o veterinário Eduardo Amato, um dos instrutores do curso.

Os módulos a distância são transmitidos por uma plataforma digital, acessível por computador ou smartphone. São duas horas diárias de aula durante cinco dias. Nesse período, os alunos podem interagir com o instrutor on-line. Mas no último módulo, o professor vai à propriedade do aluno para atendimento individualizado que, na avaliação dos próprios instrutores, é o ponto alto do curso presencial.

“São quatro horas, praticamente um turno de prática na propriedade deles, em cima da realidade individual de cada um. É um atendimento personalizado. Você chega e vê que o produtor tem mais conhecimento, está adiantado, pode trabalhar pontos mais específicos. Se ele estiver começando, podemos nos dedicar ao ‘beabá’. O lado positivo é que por estar na ‘casa’ deles, na realidade deles, o aprendizado será mais eficaz”, afirma Amato.

Foco na gestão
O veterinário valoriza a criação de um curso semipresencial de Manejo de Ovinos, mas gosta de salientar para os alunos que escolher bem o plantel e fazer o manejo correto não bastam para ter sucesso na ovinocultura.

“Hoje, o que falta mais dentro da propriedade é planejamento e gestão. Saber o que fazer, quando fazer e como. Isso envolve alimentação, sanidade, até a compra de animais, mas é preciso conhecimento. Mas hoje em dia as pessoas se aconselhem muito em mídias sociais, em fontes de informação pouco adequadas, que acabam mais atrapalhando do que ajudando”, diz.

Há oito anos, Martha Louzada cria ovelhas em sua propriedade no Alegrete. A pecuarista tem experiência na área, mas decidiu fazer o curso de Manejo de Ovinos para se atualizar. Não se arrependeu.

“O curso semipresencial é superprodutivo. Ele tem conteúdo definido, mas os instrutores são super abertos para falar sobre outras situações do dia a dia, questões mais técnicas da propriedade. Para mim, o que ajudou bastante foi rever o manejo nutricional. Eu já sabia, mas não estava aplicando corretamente o conhecimento.

Os produtores rurais interessados em participar dos cursos semipresenciais do Senar-RS devem entrar em contato com o Sindicato Rural de seu município ou de sua região, e solicitar a participação no programa. De acordo com a demanda, a partir da mobilização realizada pelo parceiro, um técnico habilitado pela entidade será designado para ministrar as aulas.


Fonte: Senar-RS
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »