09/05/2010 às 10h47min - Atualizada em 09/05/2010 às 10h47min

Brasil mostra experiências em programas de desenvolvimento rural a ministros africanos

Mapa

A cooperação e o intercâmbio de experiências em políticas públicas para a agricultura estarão na pauta do Diálogo Brasil-África sobre Segurança Alimentar, Combate à Fome e Desenvolvimento Rural, programado pelo governo federal, para o período de 10 a 12 de maio, em Brasília. Mais de 40 ministros africanos de Agricultura, Desenvolvimento Rural e pastas afins estarão reunidos em debates e paineis sobre combate à fome, extensão, pesquisa e desenvolvimento rural, cooperação e cooperativismo. O ministro Agricultura, Wagner Rossi, participa das atividades, que também acontecerão na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). 

O encontro é parte da proposta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em manter acordos com países africanos para incentivar a agricultura, a partir da assistência técnica e extensão rural, seguro agrícola, abastecimento alimentar, garantia de renda, mercados institucionais, crédito e acesso à terra. 

Programação 
O presidente fará a abertura oficial, na segunda-feira (10), às 10 horas, no Palácio do Itamaraty. O ministro da Agricultura também estará presente. Às 17 horas, Lula inaugura o Centro de Estudos Estratégicos e Capacitação em Agricultura Tropical da Embrapa, com a participação dos ministros visitantes. Em seguida, a delegação africana visita a vitrine tecnológica do órgão. 

Na terça-feira (11), às 9 horas, começam os paineis A Segurança Alimentar e Nutricional na África e no Brasil e Pesquisa, Desenvolvimento e Extensão Rural na África e no Brasil, no Itamaraty. Wagner Rossi receberá os ministros de Agricultura africanos em reuniões bilaterais. O painel Instituições, Cooperação, Financiamento e Cooperativismo encerra as apresentações, na quarta-feira (12), a partir das 9 horas. 

Os ministros visitam a AgroBrasília, exposição de máquinas, equipamentos e animais de elite, na quinta-feira (13) pela manhã, no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, na BR 251 (km 5), a 60 quilômetros da capital. O objetivo é mostrar aos visitantes os avanços da experiência brasileira na agricultura empresarial e familiar. 

Comércio 
As vendas de produtos agropecuários brasileiros para a África somaram, em 2009, quase US$ 5 bilhões. O Egito foi o principal comprador, com US$ 787,6 milhões. A Argélia ficou em segundo lugar no ranking das aquisições africanas, no total de US$ 653,6 milhões. A Nigéria também merece destaque, com US$ 549,9 milhões. Os principais produtos exportados para o continente foram açúcar (em bruto e refinado) e carnes bovina e de frango.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »