17/06/2016 às 10h46min - Atualizada em 17/06/2016 às 10h46min

Queijos: demanda por produtos gourmet gera oportunidades para pequenos produtores

Pesquisas com consumidores mostram que, mesmo em períodos de crise econômica, o setor de alimentos em geral cresce e resiste - e um dos motores dessa resistência é justamente o mercado de alimentos gourmet. A empresa Dunnhumby, que atua com ciência do consumidor, identificou um comportamento comum a todas as camadas sociais: a tendência de poupar em produtos básicos para os luxos do dia a dia - como fazer boas refeições e degustar queijos finos. As oportunidades que os pequenos empreendedores do setor leiteiro podem encontrar ao investir em produtos gourmet são o foco de relatório disponibilizado pelo Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae.

Este nicho, que segue em plena ascensão, é uma oportunidade para ampliar os negócios e aumentar a lucratividade oferecendo produtos de alto padrão. Para quem produz queijos, alguns dos tipos finos recomendados para produção, segundo o relatório do SIS, são o brie - queijo feito do leite cru de vaca, tem cor pálida, é macio e com sabor forte - e o prima donna azul - queijo holandês, com 45% de gordura, sabor forte e aroma requintado, ideal para culinária, por exemplo.

A produção de derivados gourmet é inclusive uma das principais tendências de alimentos definidas pelo Brasil Food Trends 2020, que destaca a importância da sensorialidade e do prazer para os consumidores. Uma boa dica para conhecer produtos de alto padrão, a forma de exposição e o público consumidor, é participar do evento SC Gourmet, que acontece todos os anos. Em 2016 o evento será em Blumenau durante os dias 25 a 27 de agosto, na VIla Germânica.

Inspiração internacional

Para encantar, conquistar e manter clientes “gourmet”, as empresas precisam encontrar argumentos fortes o bastante para convencer o consumidor a investir em seu produto. O caso do iogurte Vigor Grego é um ótimo exemplo de como um produto com o conceito gourmet teve ampla aceitação pelos brasileiros e até inspirou outras marcas a criar produtos semelhantes. Esse produto oferece uma cremosidade extra, e remete ao “grego” para dar um requinte a seu nome e identificar-se com os iogurtes gregos que, em sua maioria, são artesanais. O leite condensado inserido no meio de um picolé mexicano também conquistou o público e não se abalou com a crise. Com preços altos, sabores diferentes e atendimento personalizado, a marca Los Paleteros garantiu seu espaço no mercado.

Fonte: Dialetto


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »