24/05/2013 às 09h48min - Atualizada em 24/05/2013 às 09h48min

ICMS do leite beneficia produtores da cooperativa de Macuco

Governo do Rio de Janeiro

Os incentivos do governo estadual para aumentar a produção leiteira fluminense continuam se revertendo em ações, beneficiando diretamente produtores e suas cooperativas e associações. A Cooperativa Agropecuária de Macuco, na Região Serrana, promoveu, com parte dos quase R$ 10 milhões de créditos de ICMS, monetizados no mercado e liberados em 18 parcelas, feira de animais de qualidade para seus associados. 

As 250 matrizes da raça Girolando, oriundas de fornecedores do programa Rio Genética, da secretaria estadual de Agricultura, foram repassadas aos cooperados interessados na melhoria de seus rebanhos. Os animais, financiados em 36 meses, sem juros, serão pagos com o fornecimento de leite pelo produtor. 

Presentes na abertura do evento, o vice-governador e coordenador de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, ao lado do secretário de Agricultura, Christino Áureo, lembrou a luta para a aprovação do repasse dos créditos no total de R$ 60 milhões para a modernização do setor, de acordo com a Lei Estadual 5.703, de 26 de abril de 2010. Até o momento 43 cooperativas/laticínios já foram contemplados com o benefício. 

- Valeu a pena! Sei o que representa a atividade leiteira para os pequenos municípios do nosso estado. É uma grande satisfação ver os investimentos e os resultados crescentes alcançados pela Cooperativa de Macuco - enfatizou. 

Para o secretário Christino Áureo, a Cooperativa exemplifica a proposta de investimentos pensada na aprovação dos créditos do ICMS. Além do repasse de animais de qualidade aos associados, a instituição aplicou em aquisição de caminhões, tanques de resfriamento e melhoria de infraestrutura de produção. 

- Temos que perseguir agora a redução dos custos para o produtor. A melhor remuneração alcançada pelo leite não pode ser absorvida pelo aumento no preço dos insumos, defensivos e ração - ressaltou. 

Em nome dos 1,5 mil produtores associados, o presidente da Cooperativa, Silvio Marini, agradeceu ao governo do estado a alteração da legislação para a cadeia leiteira no Rio de Janeiro. 

- Nosso produto sofria com a concorrência desleal de outras unidades da federação. Estamos crescendo cerca de 10% ao ano, presentes em 24 municípios, com a captação de 140 mil litros de leite/dia. Em 2012 nosso faturamento chegou a quase R$ 90 milhões - enfatizou. 

O empenho do governador Sérgio Cabral e do vice Pezão para fortalecer o segmento e melhorar as condições de escoamento da produção rural foram destacados pelo secretário Christino Áureo como alavancas para a retomada da trajetória da pecuária leiteira fluminense. 

Para o prefeito de Macuco, Félix Lengruber, o apoio da secretaria estadual de Agricultura, através do programa Estradas da Produção, será fundamental para a recuperação das vicinais. 

- A chegada da patrulha mecanizada, que vai atender de 7 a 8 municípios, beneficiará todos os produtores da Região. O governador Sérgio Cabral recuperou a auto-estima do fluminense, especialmente o valor do homem do campo. 

Na ocasião estiveram presentes os prefeitos de São Sebastião do Alto, Carmod Bastos; Cantagalo, Saulo Gouvea; Cordeiro, Salomão Lemos; Bom Jardim, Paulo Barros; Trajano de Morais, Carlos Gomes; Santa Maria Madalena, Fernando Duarte; Carmo, Odir Ribeiro; Itaocara, Jucimar, além de representantes de cooperativas e associações e produtores rurais.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »