16/01/2011 às 15h23min - Atualizada em 16/01/2011 às 15h23min

Lableite da Embrapa almeja credenciamento junto ao MAPA

A pecuária de leite é uma importante e crescente atividade econômica no Rio Grande do Sul, que industrializa cinco milhões de litros/dia e possui forte impacto social. Existem hoje, na Metade Sul do Rio Grande do Sul, cerca de 120 assentamentos da Reforma Agrária que têm na atividade leiteira um de seus pilares de sustentação alimentar e econômica. 

Além disso, outras 12 mil famílias da região estão envolvidas com a produção leiteira, ampliando a responsabilidade da cadeia produtiva do leite com a geração de empregos e com a formação de renda regional.

Atualmente, o Laboratório de Qualidade do Leite (Lableite) da Embrapa Clima Temperado possui capacidade para analisar 30 mil amostras mensais. “Esse Laboratório é muito importante para o Rio Grande do Sul, especialmente para a Metade Sul. Contribuindo com o apoio ao controle dos rebanhos, o que irá permitir uma melhoria significativa no padrão de qualidade do leite, conforme exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e da sociedade”, explica o Chefe Geral da Embrapa Clima Temperado, Waldyr Stumpf Junior. 

O Lableite é o nono laboratório de leite automatizado instalado no Brasil e está habilitado a fazer análises de gordura, proteína, lactose, sólidos totais, contagem de células somáticas e contagem bacteriana. No início de 2007, a chegada de um Contador de Bactérias permitiu o ingresso do Lableite na Rede Brasileira de Laboratórios de Qualidade do Leite (RBQL) do MAPA. A partir daí, vários contatos foram feitos, tanto por parte da Chefia Geral da Unidade quanto pela Diretoria da Embrapa, em prol da Certificação do Lableite, junto ao MAPA, para emissão de laudos oficiais, que possibilitará atender as demandas regionais relacionadas a Instrução Normativa 51.

No Rio Grande do Sul, já existe o Laboratório da Universidade de Passo Fundo, o qual é privado e não está conseguindo atender a enorme demanda do Estado gerada pela Instrução Normativa 51. “Temos recebido várias solicitações no que tange à rápida operacionalização do Lableite, tanto das cooperativas ligadas ao setor, produtores de leite mais especializados, como de agrupamentos de produtores assentados da reforma agrária, que encontraram forma de viabilização econômica e escala na produção associativa. O credencimento do Lableite, junto ao MAPA, trará retorno aos diversos segmentos da Pecuária Leiteira, com imensos benefícios a Cadeia Produtiva do Leite, pois qualificará a produção de leite que é uma alternativa importante para alavancar o desenvolvimento do nosso Estado”, explica a pesquisadora responsável pelo Lableite, Maria Edi Rocha Ribeiro.

Segundo o superintendente da Cosulati, Jones Raguzzoni, a empresa envia mensalmente cerca de seis mil amostras para o Laboratório de Passo Fundo, implicando em gastos superiores a R$ 300 mil. “Isso porque ainda não estamos utilizando todo o potencial da cooperativa que está preparada para produzir um milhão de litros de leite por dia”, destacou Jones. 

A situação do credenciamento do Lableite junto ao MAPA e as definições das estratégias para apoiar essa necessidade da região foi o tema central da reunião realizada na quarta-feira, 12 de janeiro, na sede da Associação dos Municípios da Zona Sul (AzonaSul), em Pelotas. Ocasião, em que lideranças políticas da região se comprometeram em apoiar todas as atividades necessárias para o credenciamento. 

Sispel - O Lableite integra o Sistema de Pesquisa e Desenvolvimento em Pecuária de Leiteira (Sispel) da Embrapa Clima Temperado, localizado na Estação Experimental Terras Baixas (ETB), foi criado em 1996, para atender as necessidades de pesquisa dos produtores de leite da Região Sul do Brasil. Conta com um Rebanho Experimental de 150 animais, uma estrutura completa de produção e laboratórios. As pesquisas são desenvolvidas por uma equipe de pesquisadores, envolvendo as áreas de forrageiras, nutrição, reprodução, manejo, qualidade do Leite e economia.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »