10/10/2010 às 09h37min - Atualizada em 10/10/2010 às 09h37min

Cáceres apresentaou bovino leiteiro com tecnologia voltada para pequena propriedade

Governo do Mato Grosso

Foi realizado no município de Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá), o Primeiro Dia Especial da Bovinocultura de Leite, na comunidade Vista Alegre, distrito de Horizonte DOeste, com a apresentação de animais geneticamente superiores com alta produtividade e tecnologia voltada para a pequena propriedade. O biólogo da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Douglas Castrillon, ressalta que num trabalho pioneiro, pecuaristas da Associação dos Produtores Rurais de Vista Alegre (Aprovista), desenvolveram o rebanho bovino da raça leiteira Gir PO (Puro de Origem), aumentando a produção de leite e o patrimônio genético. 

Mais de 120 pecuaristas dos municípios de Mirassol D’Oeste, Figueirópolis, Pontes e Lacerda e Cuiabá participaram do Dia Especial percorrendo as três Unidades Didáticas de Sustentação Econômica (UDSE). Castrillon, que acompanha o processo de melhoramento genético há mais de 10 anos, juntamente com os pecuaristas da Aprovista, abordou na primeira UDSE o manejo e nutrição do rebanho do gado Gir leiteiro. Na segunda, o engenheiro agrônomo da Empaer, José Antônio Gonzáles, proferiu palestra sobre a formação de pastagem, época de plantio, semente e o tipo de capim utilizado. 

Encerrando as Unidades, o médico veterinário da Cooperativa Agropecuária do Noroeste (Coopnoroeste), Renato Andrade, explicou sobre as biotécnicas disponíveis de melhoramento genético e cruzamento de raças leiteiras. Ele ressaltou que uma vaca produz durante a vida, de oito a dez crias e com a biotécnica de multiplicação, produz cinco vezes mais. Para isso, é necessária a barriga de aluguel para reprodução dos animais. “Utilizando a raça Gir como base nos cruzamentos e touro holandês surge à raça Girolando, responsavel por mais de 70% da produção leiteira nacional”, esclarece Renato. 

O presidente da Aprovista, Virgílio Martinez, conta com 16 associados e, juntos, possuem um plantel de 1.450 cabeças de gado, sendo melhorado geneticamente em torno de 450 e o restante é gado leiteiro normal. Uma vaca Gir PO, conforme Martinez produz de 20 a 25 litros de leite por dia. Além da produção de leite, o pecuarista tem uma renda alternativa que é a venda de embriões e touros. A partir de janeiro de 2011, a Aprovista irá vender embriões viáveis por R$ 400,00 a unidade e já comercializa touros que variam de preço, de R$ 6 mil a R$ 8 mil Reais. 

Para montar esse plantel da raça Gir PO, Martinez conta que foram adquiridos sete animais, oriundos da fazenda Calciolândia, no município de Arcos no Estado de Minas Gerais. “Nesses dez anos, de trabalho com a transferência de embriões, selecionamos animais com alta produção leiteira e promovemos a melhoria da qualidade dos animais, mantendo a rusticidade em uma área de pequena propriedade”, destaca Virgílio. 

O pecuarista Valdir Martinez, possui 60 hectares de terra, na comunidade Novo Horizonte D’Oeste, fala que cresceu no campo e já viveu altos e baixos na produção de alimentos. Ele esclarece que apesar de muito sofrimento, hoje o seu prazer é produzir mais alimentos e com qualidade. O pecuarista possui 50 animais Gir PO e lembra que em anos anteriores com o rebanho bovino da raça comum produzia em média de dois a três litros de leite por vaca/dia. Com o melhoramento genético cada animal consegue atingir uma média de 20 litros de leite/dia. “A tendência é ampliar o plantel para cem vacas puras que serão matrizes Gir leiteiro e consequentemente, produzir mais”, enfatiza Valdir. 

No final do evento aconteceu o desfile dos animais com foco às raças Holandesa e Girolando e apresentando touros com 20 meses de idade e vacas que produzem até 29 litros de leite por dia. Participaram do Dia Especial, o coordenador de Ater, Sérgio Mazeto, coordenadora regional da Empaer em Cáceres, Elicinéia Aparecida Fortes, coordenadora do Projeto do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA)/Ater, Denise Ávila Gutterrez, presidente da Associação Gir Leiteiro do Mato Grosso, Antônio José, secretário de Agricultura de Cáceres, James Cabral, alunos, funcionários da Coopnoroeste, Empaer, Aprovista e demais autoridades.


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »