18/08/2010 às 08h01min - Atualizada em 18/08/2010 às 08h01min

Alto Araguaia protocola projetos no MT Regional em busca de aumentar a produção leiteira na região

Governo do Mato Grosso

A meta é aumentar a produção de leite de 12 mil litros por dia para 40 mil, no período de um ano. Para atingir esse objetivo, o secretário de Agricultura de Alto Araguaia e coordenador do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental Nascentes do Araguaia, Dimas Gomes Neto, protocolou na quarta-feira (05), no MT Regional três projetos de mini laticínios que deverão alavancar a produção de leite na região.

Os projetos foram desenvolvidos com o intuito de revitalizar a bacia leiteira do distrito do Buriti, assentamento Topázio e Vale do Araguainha. Dimas enfatizou que só foi possível elaborar os projetos graças ao censo demográfico realizado no município. “Com base no que foi diagnosticado descobrimos que a bacia leiteira de Alto Araguaia é improdutiva e queremos reverter essa situação”, destacou.

Por lei 30% do que são produzidos pela agricultura familiar podem ser vendidos para merenda escolar, como forma de incentivar a produção e agregar valor aos produtos do município. Além de vender o leite, os pequenos produtores utilizam a matéria prima para fazer o tradicional queijo tipo ‘cabacinha’. As propriedades já passaram por inspeção da vigilância sanitária e a grande maioria já está autorizada a vender para várias regiões.

O coordenador do MT Regional, Carlos Guilherme Dorilêo Leite, ressaltou a importância dessa aliança com as prefeituras, por meio dos Consórcios. “Os três projetos foram protocolados e serão enviados para a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (Seder)”. Dimas acrescentou ainda que essa soma de esforços por parte do MT Regional e dos demais parceiros, esse trabalho em conjunto facilita o desenvolvimento das ações. “Dessa forma fica mais fácil tirar os projetos do papel e colocá-los em prática”, falou otimista.

PARCERIA

São parceiros das prefeituras, por meio dos Consórcios Intermunicipais, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (Seder), o MT Regional, Sindicato Rural, Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Banco do Brasil, Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea), Sistema de Crédito Cooperativo (Sicredi), e Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM).


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »