08/08/2010 às 07h48min - Atualizada em 08/08/2010 às 07h48min

Projeto Expedição Vaca Móvel orienta produtores de leite do Nordeste brasileiro

Página Rural

Projeto é chamado de “Expedição Vaca Móvel no Nordeste” e leva tecnologia e conhecimento aos produtores da região, possibilitando avaliação e monitoramento da qualidade do leite com equipamentos de ultrassom e microscopia de última geração.

Uma iniciativa do IBS – Instituto BioSistêmico – pôs em prática um projeto pioneiro no nordeste brasileiro, que leva às propriedades rurais laboratórios móveis que avaliam e monitoram a qualidade do leite e também características de gestação e reprodução de bovinos.

Contando com o olhar apurado de sua equipe técnica, o instituto identificou as necessidades daquela região por melhorias produtivas na pecuária leiteira. Com o início do projeto, os produtores passaram a ter acesso à tecnologia e conhecimento. Tais ações são fatos inéditos, afinal os laboratórios móveis são conduzidos por veterinários e zootecnistas e contam com equipamentos de ultrassom, microscópios, ferramentas de análises, entre outros, até então disponíveis apenas em regiões muito específicas e para poucos privilegiados. Agora, disponibilizando toda essa experiência e tecnologia no Nordeste, das capitais às regiões mais remotas do sertão, o projeto ajuda a fomentar o desenvolvimento local.

O laboratório que faz a avaliação e monitoramento do controle da qualidade do leite, apelidado de “Vaca Móvel”, é provido de equipamentos de ponta para realizar, dentro da propriedade, análises físico-químicas do leite, demonstração do manejo correto de ordenha, teste de caneca de fundo preto e CMT. Os resultados das análises saem na hora e são impressos para o produtor.

Com relação à avaliação e monitoramento reprodutivo e sanitário, outro laboratório móvel, chamado de “Rufião”, conta com equipamentos de ultrassom e microscópio de última geração para realizar diagnóstico de problemas de rotina na reprodução das vacas, avaliar o estado gestacional e também sexagem do feto. Nos touros é feita análise andrológica, que verifica a capacidade espermática desses animais.

Os laboratórios móveis já têm história em outras regiões do país, atendendo mais de mil produtores só no estado de São Paulo. Para levar o projeto adiante no Nordeste, o IBS conta com o apoio dos escritórios regionais do Sebrae, que fornece agendamentos para atendimento da Vaca Móvel e do Rufião aos seus produtores e cooperativas associados.

Em pouco mais de um mês os laboratórios móveis já percorreram mais de 5.200 km, passando por 15 cidades em 6 estados brasileiros, visitando produtores, ministrando palestras e reuniões em cooperativas e participando de feiras e exposições.

Pelo caráter desbravador do projeto, o nome mais adequado não poderia deixar de ser “Expedição Vaca Móvel no Nordeste”. Para registrar o dia a dia dessa “aventura”, foi criado um blog – no endereço www.biosistemico.com.br/expedicaovacamovel – com informações dos trabalhos que estão sendo realizados, fotos e curiosidades. 

Pelo diário eletrônico pode-se acompanhar o projeto, que é escrito a cada dia, em cada cidade, em cada estado, em busca de melhorias na produtividade e rentabilidade, além de lições de desenvolvimento da sustentabilidade.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »