08/02/2022 às 06h03min - Atualizada em 08/02/2022 às 06h03min

Projeto cria índice nacional para medir variação de preço dos insumos da cadeia do leite, diz Agência Câmara

O Projeto de Lei 75/22 cria um indicador para medir a variação de preços dos principais insumos que compõem os custos de produção da cadeia leiteira no Brasil, como alimentação animal, suplementação mineral, adubo para pastagem e energia elétrica.

A proposta é do deputado Vitor Hugo (PSL-GO) e está em tramitação na Câmara dos Deputados.

Conforme o projeto, o Índice Nacional de Insumos para a Produção de Leite Cru (ILC) será calculado quinzenalmente pelo Ibge, a partir da variação dos preços dos insumos que compõem a produção, independente do volume ou sistema de produção.

Os principais grupos de insumos e os seus respectivos pesos no cálculo do ILC serão definidos por meio de portaria conjunta dos ministério da Agricultura e da Economia.

O deputado Vitor Hugo afirma que a instituição do ILC contribui para solucionar a principal questão enfrentada pelo setor leiteiro, que é a previsibilidade do preço do leite a ser pago aos produtores. Além disso, facilita o planejamento econômico da produção.

“É bastante importante que o setor produtivo primário também tenha informações acerca do comportamento da variação dos preços dos principais insumos que compõem o seu custo de produção”, disse Vitor Hugo. Ele afirma ainda que o ILC pode servir de referência para o processo de negociação do preços com as indústrias de laticínios.

Levantamento
O projeto determina que os preços dos insumos constantes do ILC sejam levantados periodicamente pelo Ibge junto a fontes de informação do mercado, incluindo bolsas de valores nacionais e internacionais, agências reguladoras, outros órgãos governamentais e empresas públicas.

O Ibge deverá tornar público o memorial descritivo dos insumos, de onde foram coletados os preços, bem como a fórmula de cálculo utilizada. A Embrapa deverá prestar assistência para fins de cálculo do índice.

Tramitação
O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).
 


Fonte: Agência Câmara
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »