30/04/2021 às 12h03min - Atualizada em 30/04/2021 às 12h03min

São Lúcio de Cavargna - Protetor da Arte da Fabricação de Queijos e dos Laticinistas

Luiza Carvalhaes Albuquerque
Segundo apontamentos bibliográficos, Lúcio de Cavargna, nasceu em plena Idade Média (Séc. 12 - 13), no vale homônimo (Vale de Cavargna) na província de Como, na Itália, que corta ao Norte a direção de Menaggio - Lugano, na fronteira da Itália - Suíça. Desde jovem serviu de pastor de ovelhas, e logo se tornou um hábil e especialista queijeiro. A lenda popular atribuiu ao futuro santo a capacidade de produzir depois da coagulação, ainda uma generosa quantidade de queijo, que caridosamente, doava aos mais pobres e necessitados, sem retirar nada do justo dever ao patrão. A iconografia tradicional sempre o mostra, vestido de maneira simples, em um ato piedoso de oferta de queijo às pessoas carentes. A história de sua vida é curta, intensa e trágica. Sua generosa caridade, não era aceita pelo avarento e egoísta patrão, que o perseguiu, com a desonrosa acusação de furto constante.

O nosso pastor queijeiro, imediatamente iniciou um novo trabalho e transformando novamente o leite em um bom queijo para um novo patrão e também um novo queijo milagroso para continuar sua obra de caridade cristã. Assim enquanto o segundo patrão enriquecia com o fruto do trabalho copioso de Lúcio, o primeiro se corroia de egoísmo, inveja e ódio, e iniciou uma perseguição constante e desesperada e com conceito horrível de delito contra o caridoso pastor.

Lúcio encontrou o seu martírio no dia 12 de Julho de um ano incerto quando foi ferido mortalmente por uma cutelada. Morre assim "o pobre que dava aos pobres" , um dos grandes da caridade que usava o queijo, não só para matar a fome dos esfomeados, mas também para apresentar o leite, principalmente o materno, fonte de vida plena de amor  e esperança. O Santo de Cavargna , Mártir de Caridade, celebrado na tradição popular, foi reconhecido " Patrono da Arte Queijeira e do Mundo do Leite " . A história de sua vida foi controlada de vale em vale e até na planície, por todas as pessoas que operavam com queijo, sua fabricação e manutenção. 
 
São Lúcio é cultuado na Itália e Suíça desde tempo remoto e mais recentemente na França, Alemanha e América do Sul. São Lúcio é venerado hoje em diversas igrejas e capelas de vilas e cidades da Itália. Muito rica é a iconografia existente, cuja primeira pintura é datada de 1.279 é conservada em Lugano, na Suíça. O santuário de São Lúcio, construído a 1550m de altitude, entre os anos 1.289 e 1.359, foi restaurado recentemente e todo ano é visitado por devotos e peregrinos.

Le Orazioni San Lucio Martire - Giuseppina Ardigo

O nostro Santo Lucio - Oh, Nosso Santo Lúcio
Servo fedel di Dio - Servo fiel de Deus
Cuor generoso e pio - Coração generoso e santificado
Noi confidiamo in Te! - Nós confiamos em Ti!

Sopra i tuoi figli museri - Acima dos teus filhos miseráveis
La man pietosa stendi - A mão piedosa estenda
Li aiuta e li difendi, - Os ajude e os defenda
Celestre Protettor! - Celeste Protetor!

Tu ffra lê miti agnelle - Tu, entre as meigas ovelhas,
Nell'umile lavoro - No trabalho humilde
Ai poveri il tesoro - Aos pobres o tesouro
Offristi Del tuo cuor. - Ofereceste com teu coração.

Sopra i tuoi figli - Sobre os teus filhos
Da cruda mano spento - Pela crua mão estremecida
Ora rifulgi in Cielo - Agora ilumina no Céu
In luce senza velo  - Uma luz sem véu
Spargeando il bem quaggiù. - Distribuindo o bem aqui
Sopra i tuoi figli - Sobre os teus filhos

Cavargna grata - Cavargna agradece
Ti benedice e implora - Te bendizemos e imploramos
Per te serbando ognora - Por ti reservamos sempre
Il più devoto amor - O mais devotado amor.       

Fonte: Vincenzo Bozzeti. Revista IL LATTE. Coordenador Técnico e Científico
Milano - Itália 

Saudações Laticinistas
Luiza Carvalhaes de Albuquerque
Assessoria Técnica do Site Ciência do Leite
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »